Em Paris, o hotel certo para a viagem certa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em Paris, o hotel certo para a viagem certa

amandanoventa

19 de março de 2019 | 18h53

Chegar no Mandarin Oriental de Paris é ter a sensação de que você está fazendo Paris da maneira certa, como sempre imaginou que Paris seria.

O hotel é uma das opções de luxo da cidade. Portanto, logo que você entra pela porta enorme, se depara com o lobby intimista e elegante de onde se vê uma grande escultura pendente, borboletas artificiais voando em direção ao teto e uma vista do belo jardim do hotel. O staff do hotel não deixa por menos e logo te oferece uma taça de espumante para garantir que sua chegada seja em grande estilo. Atendimento impecável.

No quarto o conforto não fica de fora. Eu fiquei no mais simples (se é que dá pra chamar alguma coisa de “simples” no Mandarin Oriental) e o luxo estava presente na banheira, nas velas, no lavabo perfeitamente organizado para se maquiar ou cuidar dos cabelos (tudo com um décor e toque bem feminino eu diria). O roupão, que eu adoro, também estava ali para ser usado (e usei). E, sem esquecer de mencionar a cama: extremamente confortável dessas que não dá vontade de levantar.

O quarto tinha vista para o jardim, mas outros podem ter vista até para a torre Eiffel. Eu consegui uma escapada para o terraço onde pude vê-la de uma posição exclusiva.

Aliás, o hotel fica muito bem localizado, próximo a diversas lojas de alta costura, a 10 minutos do Louvre e bem próximo ao Jardim de Tuileries.

No spa é possível agendar alguns tratamentos de massagem. Não agendei, mas fiz questão de relaxar na piscina aquecida. Meu corpo relaxado aprovou.

No café da manhã, um buffet elegante com diversos tipos de pães, frutas, castanhas e tudo o que você pode imaginar que exista num hotel de luxo. Porém, bônus para o Mandarin Oriental ao fazer o melhor crepe de nutella existente na cidade. Cuidado ao pedir, pois ele vem aos montes e você vai querer sim comer tudo. Você ainda pode pedir ovos e outras escolhas do menu.

O hotel ainda conta com um bar que impressiona com o seu balcão de mármore e um restaurante em forma de casulo para que você possa se concentrar exclusivamente na comida. Mas esses eu não pude experimentar – mais uma razão para voltar.

Amanda Noventa é criadora do Amanda Viaja que é site, canal no youtube e desse espaço aqui no Estadão. Acompanhe suas aventuras no instagram em @amandanoventa. Amanda se hospedou no Mandarin Oriental a convite do hotel.