Mas, afinal, viajar para Noronha é caro?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mas, afinal, viajar para Noronha é caro?

amandanoventa

05 Julho 2018 | 10h11

Noronha sempre teve fama de ser um destino caro. Piorou depois que as celebridades começaram a se debandar pra lá em peso – enquanto a gente trabalha para conseguir pagar uma passagem, Neymar manda buscar Marquezine de jatinho. E aí fica todo mundo desejando, mas se perguntando se Noronha é um paraíso quase inatingível, onde só as celebridades entram.

Não é só para celebridades, mas aviso que tem um preço acima de outros lugares do Brasil. Você chega na ilha gastando, já que é cobrada uma taxa de preservação ambiental de R$70,66/dia e mais uma taxa de R$99 para os passeios feitos nas praias do parque nacional marinho (as principais).

Depois disso você engole o choro porque afogar as mágoas numa cerveja também fica caro, já que ela custa de R$15 a R$20.


No segundo dia, juro, você já se habitua aos preços, entende que está numa ilha e que as coisas são difíceis de chegar lá. No último dia você está quebrado sim, mas conformado. Afinal, não foi por falta de aviso.

Mas quanto custa?

Gastos são pessoais. Mas para você ter noção de alguns preços, compartilho quanto paguei nas coisas que fiz por lá. Meu perfil de viajante é assim: gosto de economizar, mas não de ficar contando moeda durante a viagem. Sem luxos, mas com algum conforto. Levando garrafas de vinho na mala para tomar lá, mas sem deixar de tomar uma cerveja de vez em quando.

As taxas da ilha: R$70,66/dia + R$99 para 10 dias

Fiquei numa pousada simples com café da manhã farto, ar condicionado chamada Dois Irmãos. Preço: R$1152 por 4 noites para casal

No voo da Azul eu paguei R$1200 com saída de SP e conexão em Recife (eu sei, barato. Preço promocional)

Táxi é louco. Tem preço mínimo fechado para qualquer lugar da ilha a partir R$26. E assim, se você primeiro passa com o táxi num lugar e depois vai para outro, ele cobra duas corridas. E não tem conversa

Aluguel de buggy varia de R$250 a R$300/dia. Carro (com ar condicionado) sai por R$350. Tem busão também rodando a ilha por R$5

Passeios de barco até o Sancho (R$180). Passeio Prancha Sub (R$120).

Aluguel de snorkel + nadadeira sai por R$10

A cerveja long neck varia de R$15 a R$20

Para jantar no Xica da Silva (melhor restaurante da ilha) a conta deu em torno de R$120/pessoa (com direito à entrada, vinho, bebida, pratos e sobremesa – sem economia). Dica: os melhores restaurantes da ilha podem sair mais baratos que os restaurantes das praias. E se quiser comer mais barato ainda, existem outros restaurantes bem simples espalhados pela ilha. Paguei R$25 num PF e R$20 num pastel – mas sem qualidade, só pra matar fome mesmo. E tem mercadinhos, claro.

Sem medo de ser farofeira: levei muitas garrafas de vinho na mala. Não é permitido beber em algumas praias. Mas dá pra beber nos passeios de barco, na pousada, no pôr do sol…

E aí? Achou caro?

Veja mais sobre essa viagem e outra dicas no instagram @amandanoventa.