Canadá na Copa de 2026, viagem combinada com Estados Unidos e México

Canadá na Copa de 2026, viagem combinada com Estados Unidos e México

Principais atrações do Canadá podem ser conhecidas, em viagem com os Estados Unidos e o México, outras sedes da Copa do Mundo 2026. Toronto, Montréal e Edmonton devem receber jogos do primeiro torneio em três países

Nathalia Molina

25 Junho 2018 | 18h54

Da mesma maneira que muita gente está encantada agora com as belezas da Rússia, a Copa de 2026 servirá para surpreender quem for ao Canadá. Pela primeira vez, o torneio terá três sedes ao mesmo tempo. Além de Toronto, Montréal e Edmonton, cidades dos Estados Unidos e do México vão receber jogos.


O Mundial de 2026 será a chance de conhecer uma das principais regiões turísticas do Canadá — ou logo as duas: o lado leste e o oeste. Tudo depende do estilo de viagem que você quer planejar. Se a ideia é ver grandes cidades, fique com o lado direito do mapa canadense e desça até leste dos Estados Unidos. Quer se pasmar com a magnitude da natureza? Voe rumo à esquerda e combine o oeste do Canadá, com uma visita à americana Califórnia.

Toronto, a maior cidade do Canadá – Fotos: Nathalia Molina

Parque Olímpico de Montréal com sua torre

Em qualquer caso, dá ainda para incluir uma parada na Cidade do México ou na Flórida, seja em Miami ou em Orlando. Para isso, basta comprar a passagem aérea por companhias que param nessas cidades antes de seguir para o alto do globo.

Toronto e Montréal: as maiores cidades do Canadá inglês e francês

Toronto e Montréal estão a uma distância um pouco maior do que São Paulo e Rio de Janeiro. As maiores cidades do lado inglês e francês do Canadá ficam ao leste. A cerca de 540 quilômetros, as duas podem ser conhecidas numa só viagem, seja conectadas por voo de 1h10 ou em torno de cinco horas de trem. A Via Rail, companhia ferroviária do Canadá, oferece uma rota chamada de Corridor, ligando destinos com alguns dos mais conhecidos pontos turísticos do país: a cidade murada de Québec; a afrancesada Montréal; a capital do Canadá, Ottawa; a maior cidade do Canadá, Toronto; e Niagara Falls, para apreciar as famosas Cataratas do Niágara.

Cataratas do Niágara, um dos principais pontos turísticos do Canadá

O charme da cidade murada de Québec

Tem muito o que fazer no Canadá, só considerando essas cidades do leste do país. Mas, caso pretenda juntar no roteiro cidades americanas de perfil parecido, pode combinar as americanas que devem receber partidas do Mundial de 2026, entre elas, Nova York, Washington e Boston.

Montanhas Rochosas, Vancouver e Whistler: natureza no oeste do Canadá

Quem preferir uma viagem por imensas paisagens naturais deve ir para o lado o oposto do mapa. Se for ver jogos em Edmonton, cidade da província de Alberta, pode esticar até as Montanhas Rochosas no Canadá, seja subindo pela ferrovia até Jasper — a bordo do icônico The Canadian, trem de Toronto a Vancouver, também da Via Rail — ou indo pela estrada, percorrendo cerca de 265 quilômetros.

Montanhas Rochosas no Canadá

Trem entre Toronto e Vancouver: rota do The Canadian, da Via Rail

Aí é seguir para a linda Vancouver, à beira do Pacífico, ou ver mais beleza montanhosa, desta vez em Whistler, principal destino de neve no Canadá. Durante o verão, o esqui em Whistler dá lugar a passeios de bicicleta e caminhadas, ao lado da visão panorâmica que se tem a partir do bondinho de Whistler, a gôndola Peak to Peak.

Vancouver, no oeste do país, entre as cidades turísticas do Canadá

Com bom planejamento, é possível ainda programar um roteiro que leve à Califórnia, onde San Francisco e Los Angeles devem ser cidades-sede nos Estados Unidos. Os vinhedos e os parques com gigantes sequoias californianas arrematam a viagem com uma dose extra de bela natureza.

Canadá em destaque: de pontos turísticos a maple e intercâmbio

Não importa a opção, muita hospitalidade, cidades e atrações interessantes, bons hotéis e litros de xarope de maple no Canadá esperam o visitante. Tem ainda ainda a chance de fazer um curso de inglês ou francês (as duas línguas oficiais do Canadá), antes ou depois da Copa de 2026, já que intercâmbio no Canadá é a primeira opção dos estudantes brasileiros há 13 anos.

O futebol está muito longe de ser a modalidade predileta do Canadá — primazia que cabe ao hóquei, esporte nacional número 1, muito praticado por crianças e adultos. No entanto, o país já organizou uma Copa do Mundo, a de futebol feminino em 2015, vencida pelos Estados Unidos. O Canadá tem tradição na organização de grandes eventos esportivos, como os Jogos Olímpicos de Montréal (1976), os Pan-Americanos de Winnipeg (1999) e de Toronto (2015) e Olimpíada de Inverno de Vancouver (2010).

Xarope de maple de Québec

Depois de celebrar seus 150 anos em 2017, o Canadá volta a ser a bola da vez, literalmente, com a eleição do país como sede da Copa do Mundo de 2026, ao lado de Estados Unidos e México. Pela primeira vez o torneio terá três sedes ao mesmo tempo — em 2002, Japão e Coréia do Sul dividiram a organização do evento, que terminou com o Brasil como campeão.

Mais sedes, mais seleções. No Mundial de 2026 serão 48 equipes (atualmente são 32 países) lutando pelo título. Haverá mais jogos, logo mais cidades terão a oportunidades de assistir às 80 partidas do torneio. Por enquanto, Montréal, Toronto e Edmonton devem receber 10 jogos, mesmo número de encontros que serão disputados no México. Líderes da candidatura, os Estados Unidos receberão 60 partidas.


* Nathalia Molina é jornalista de viagem e especialista em Canadá. Também escreve o Como Viaja, com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Acompanhe pelo instagram @ComoViaja, pelo facebook ComoViaja e pelo canal do Como Viaja no YouTube