Canadá exige PCR também na chegada e após 14 dias de quarentena

Canadá exige PCR também na chegada e após 14 dias de quarentena

Por causa da detecção de variantes do coronavírus entre canadenses, governo endurece as regras para quem desembarca no país

Nathalia Molina

17 de fevereiro de 2021 | 15h54

Em novembro de 2020, noticiei aqui que os alunos matriculados em cursos de intercâmbio no Canadá de longa duração já podiam entrar no país, desde que matriculados em instituições com protocolos oficialmente aprovados. Mas, como tudo nesta pandemia, as regras mudam na velocidade das novas variantes do coronavírus. Foi por causa da detecção delas entre a população canadense, aliás, que o governo endureceu ainda mais as exigências para a entrada de viajantes internacionais a partir de segunda 22 de fevereiro.

O que mais você gostaria de ver aqui? Me conta lá no Instagram @ComoViaja

Vale lembrar que viagens a lazer para o Canadá ainda não estão permitidas para brasileiros. Então, a primeira condição é que você realmente possa entrar no país, caso de intercâmbio de longa duração em instituições de ensino que tiveram seus protocolos validados pelo governo; confira a lista. Verifique se as aulas presenciais continuam para evitar problemas na chegada ao país.

Viajante internacional tem de ficar em hotel no aeroporto, como o de Toronto, esperando resultado do PCR – Foto: @ComoViaja

Se for voar para lá de segunda 22 de fevereiro em diante, você terá de apresentar um exame PCR realizado até 72 horas antes do embarque e, na chegada ao Canadá, fará outro. Depois seguirá para se hospedar por três noites em um hotel definido pelas autoridades locais, enquanto aguarda pelo resultado do teste. O exame e as diárias de acomodação são pagos pelo viajante. Os hotéis estão localizados em aeroportos de quatro cidades: Toronto, Montréal, Vancouver e Calgary.

Depois dos três dias de espera, caso o teste dê negativo, poderá prosseguir para uma quarentena de 14 dias onde você tiver planejado no Canadá. No caso de resultado positivo, terá de cumprir quarentena num lugar determinado pelo governo canadense. Seja qual for o caso, após os 14 dias, você fará um novo PCR para ser liberado da quarentena. Negativo: tudo bem. Positivo: mais 14 dias de isolamento.

Essas regras são as mesmas para canadenses que saiam do país para viagens não essenciais. O governo desaconselha que seus cidadãos façam turismo internacional com o seguinte aviso no site oficial: “Agora não é hora de viajar”.

A Air Canada faz um voo extra em 19 de fevereiro para viajantes que queiram antecipar sua chegada ao Canadá para evitar ter de cumprir essas regras adicionais. Devido às restrições atuais de entrada no país, a companhia canadense suspendeu temporariamente a rota São Paulo-Toronto até 1o de maio de 2021.


* Nathalia Molina é jornalista de viagem e especialista em Canadá. Também escreve o Como Viaja, com dicas e experiências no Brasil e no exterior

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.