Centro de Arte Inuit em Winnipeg: o Qaumajuq

Centro de Arte Inuit em Winnipeg: o Qaumajuq

Instituição dedicada à arte inuit, dos habitantes do Ártico no Canadá, tem formato de geleira e cerca de 3,7 mil m²

Nathalia Molina

09 de março de 2021 | 09h00

O povo do Ártico no Canadá ganha uma galeria dedicada à sua cultura. O Qaumajuq, Centro de Arte Inuit, abre no fim de março na capital da província de Manitoba. Projetada pelo arquiteto americano Michael Maltzan, a construção de cerca de 3,7 mil m² lembra o formado de uma geleira, em referência à paisagem na qual vivem os Inuits.

O prédio do Qaumajuq, novo Centro de Arte Inuit – Foto: WAG/Instagram

O novo centro de arte faz parte da Winnipeg Art Gallery (WAG). Um evento virtual, dividido entre 25 e 26 de março, apresenta o novo atrativo e como a cultura dos Inuits deve ser mostrada ali. Cerca de 14 mil objetos, já existentes no acervo da WAG, vão agora para esse espaço, dedicado ao diálogo de culturas entre o norte e o sul do país.

Logo na entrada, há uma câmara transparente com 5 mil objetos em cerca de 500 prateleiras. Com três andares, esse será o espaço de trabalho de pesquisadores. Enquanto eles trabalham lá dentro, o público aprecia pelo lado de fora. Neste vídeo da WAG, dá para ter uma ideia de como é a estrutura.

INUA, a primeira exposição do Qaumajuq, conta com a curadoria de representantes das quatro regiões Inuits do país, que formam a área chamada de Inuit Nunangat. INUA tem dois significados: a abreviação de Inuit Nunangat Ungammuaktut Atautikkut (Inuits se movendo adiante) e também a força da vida, conceito usado na região ao redor do Polo Norte. Informações em wag.ca/qaumajuq.

A exposição mostra o trabalho de 80 artistas Inuits, da região polar e de áreas urbanas no sul do Canadá. Uma dessas artistas é Darcie “Ouiyaghasiak” Bernhardt, de Tuktuyaaqtuuq, em Northwest Territories (Territórios dos Noroeste).

Pintura de Darcie “Ouiyaghasiak” Bernhardt – Foto: WAG/Instagram

Esquimó não, Inuit: quem é esse povo?

Distribuídos entre o Canadá, o Alaska (estado americano) e a Groenlândia (região autônoma dinamarquesa), o povo do Ártico é chamado de esquimós nos Estados Unidos e na Dinamarca. No Canadá, eles são os Inuits.

Eles não fazem parte das Primeiras Nações, denominação dada no Canadá a um conjunto de vários povos que já habitavam o território antes da chegada dos europeus. Entre as populações originais, os Inuits permanecem em maior número. Deles, 53% vivem no norte do país, sendo quase metade no Território de Nunavut.


* Sou jornalista de viagem e também escrevo o Como Viaja com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Me acompanha no Instagram @ComoViaja para novidades e curiosidades

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.