Conexão em voos no Canadá mais ágil e monitorada por aliança aérea

Conexão em voos no Canadá mais ágil e monitorada por aliança aérea

Aeroporto de Toronto conta com serviço de conexões da Star Alliance, que monitora troca de avião entre companhias da aliança aérea.

Nathalia Molina

29 Agosto 2018 | 11h50

A Star Alliance, uma das alianças globais de companhias aéreas, acaba de expandir para o Toronto Pearson International Airport, aeroporto da maior cidade do Canadá, seu Serviço de Conexões. Com isso, passageiros que usam companhias da aliança aérea e trocam de avião em Toronto contam com a ajuda de funcionários para evitar problemas como perda de avião ou atraso de bagagem na viagem rumo a seu destino final. Isso beneficia os passageiros da Air Canada e da United, por exemplo, que fazem parte da Star Alliance.


O Serviço de Conexões da aliança começou a ser implantado no ano passado, no aeroporto de Chicago, nos Estados Unidos. Desde então passou a valer também para viagens das companhias participantes da Star Alliance que incluem troca de avião na americana Houston, nas alemãs Frankfurt e Munique e agora no aeroporto de Toronto.

Com isso, viagens entre Canadá e Estados Unidos em voos da Air Canada e da United devem ter conexões mais ágeis e monitoradas nos aeroportos em que o serviço está disponível — os dois países são sede da Copa de 2026, junto com o México. Vale ter isso em mente na hora de fechar o bilhete, se a conexão entre voos for muito apertada.

Quem sai com a United de São Paulo, por exemplo, para Vancouver ou para Calgary, no Canadá, faz conexão em Chicago ou Houston. Se o destino final for Winnipeg, a troca de avião ocorre no primeiro aeroporto. Já a canadense Air Canada tem seu hub no aeroporto de Toronto, com isso, suas conexões internacionais passam por lá.

Conexões no aeroporto de Toronto, hub da Air Canada – Foto: Nathalia Molina @ComoViaja

Aeroporto de Toronto, o maior do Canadá

Por ano, em torno de 400 mil pessoas usam o Toronto Pearson International Airport, no Canadá, para fazer conexões entre voos de companhias participantes da Star Alliance. Em cerca de 6 mil frequências semanais, as companhias ligam Toronto a 159 destinos em 59 países.

Criada em 1997, a Star Alliance reúne cerca de 25 companhias aéreas. Além de Air Canada e United, participam a brasileira Avianca, a panamenha Copa e a alemã Lufthansa. Em 2018, a Star Alliance manteve a primeira colocação no Skytrax (considerado o Oscar da Aviação) como a melhor aliança aérea.


* Nathalia Molina é jornalista de viagem e especialista em Canadá. Também escreve o Como Viaja, com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Acompanhe pelo instagram @ComoViaja, pelo facebook ComoViaja e pelo canal do Como Viaja no YouTube