Denver para comer e beber

Denver para comer e beber

Mari Campos

17 Setembro 2018 | 17h06

As antigas bilheterias convertidas em um delicioso bar da Union Station. Foto: Mari Campos


Denver foi uma das boas surpresas viajantes deste 2018. Depois de já ter passado por seu aeroporto diversas vezes a caminho de estações de esqui como Vail, Aspen e Beaver Creek, foi só agora que finalmente conheci a cidade de verdade. Sob o pretexto de participar da IPW 2018 (a maior feira de promoção turística de Estados, atrações e hotéis dos EUA), cheguei a Denver uns dias antes do evento e fui embora uns dias depois e pude degustar uns belos bocados na cidade.

A cidade mudou muito, muito mesmo, e se converteu em uma das mais excitantes cenas norte-americanas para comer e beber bem. Tem vinícolas urbanas, cervejarias a perder de vista, excelentes restaurantes e bares e mercados incríveis, daquele tipo para foodies de todo estilo, sempre com muitas opções diferentes (em culinária, em tipo de estabelecimento e em budget também). Visitei vários durante os dias que fiquei em Denver nesta última visita e meus favoritos foram:

THE SOURCE – ocupando uma antiga fundição de ferro do século XIX em RiNo (River North District, o bairro da moda na cidade atualmente), tem três restaurantes diferentes, cervejaria, padaria, café e diversas lojinhas artesanais diferentes, vendendo de cadernos a roupas. Acaba de ganhar um hotel anexo a ele também, e o complexo deve crescer ainda mais no próximo ano.

Um dos cantinhos do mercado The Source. Foto: Mari Campos

CENTRAL MARKET – é o mais famoso, ocupando também um edifício restaurado em RiNo. Lá dentro, de açougue a sorveteria, passando por excelentes opções para comer e beber – e fica literalmente LOTADO nos finais de semana. Do lado de fora, arte de rua da melhor qualidade – um programão.

AVANTI F&BIN – em LoHi (Lower Highlands), tem um conceito interessantíssimo: um laboratório culinário coletivo para chefs locais, no melhor estilo tudo-junto-e-misturado. Com um baita plus: tem uma vista fantástica para a cidade e um animado bar à noite.

UNION STATION – a antes decadente estação central passou por um extreme makover de mais de 50 milhões de dólares e foi convertida num dos mais gostosos “points” da cidade, tomada por cafés, bares, restaurantes e lojas da melhor qualidade, animados dia e noite. As velhas bilheterias, por exemplo, foram transformadas no delicioso Terminal Bar (que, tome nota, tem happy hour com preços especialíssimos todas as tardes).  Ganhou até um hotel lá dentro e recomendo visita-la de dia e de noite – são dois ambientes bem diferentes, mas igualmente deliciosos. Fica bem no centro da cidade, e é por lá que a maioria dos viajantes chega à cidade, já que um ótimo serviço de trens a conecta ao aeroporto em exatos 37 minutos.

STANLEY MARKETPLACE -apesar de afastado (fica em Aurora – longe pra quem tá na região central de Denver mas bom para quem tá se hospedando próximo ao aeroporto antes de seguir viagem), é outra ótima e ultra democrática pedida. Vários bares, cafés e restaurantes de diferentes cozinhas e preços, cervejaria artesanal, vinícola urbana e um monte de lojas fora do óbvio reunidos no mesmo espaço.

Clima cool e excelentes drinks no Poka Lola. Foto: Mari Campos

Quer mais? Aposte sem medo nos restaurantes da Larimer Square (destaque para o espanhol Rioja e para o italiano Osteria Marco) e do Dairy Block (recomendo fortemente a Kachina Cantina e o bar Poka Lola, no Dairy Block) e no excelente restaurante EDGE do hotel Four Seasons Denver (belíssimo ambiente, bela carta de vinhos, wagyu beef de primeira e pratos vegetarianos perfeitinhos também). Uma amostra de tudo isso? Fiz o ótimo food tour da Savor Denver Food Tours por LoDo (Lower Downtown) e recomendo muito. Boas paradas, boa comida, timing excelente e ótimo guia (Union Station e Kachina, por exemplo, estavam incluídos no itinerário).

 

Mais conteúdo sobre:

DenverColoradoEUAGastronomia