Escapada segura a Paraty

Escapada segura a Paraty

Mari Campos

28 de junho de 2021 | 00h24

Paraty, no litoral do Rio de Janeiro, é uma das minhas escapadas preferidas quando o negócio é pegar o carro e escapar um pouquinho de casa (exatamente como temos mesmo viajado durante a pandemia, certo?) sem ter que percorrer distâncias muuuuuito longas. Acho o centro histórico lindo e, pegando um barco por ali mesmo, a gente tem acesso a algumas das praias mais lindas do Sudeste.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM @MARICAMPOS! 

Agora em junho, escapei novamente a Paraty para sair um pouquinho de casa com segurança. A ideia era variar o ambiente do home office e tomar uns bons banhos de mar – mas sem, de nenhuma forma, abrir mão do fundamental distanciamento social que estes tempos nos exigem.

Como tenho a sorte de poder trabalhar remotamente, viajei para lá do melhor jeito: no contrafluxo da maioria dos turistas. Viajando durante a semana, não apenas o sossego do baixo movimento nos permite aproveitar melhor os destinos, como também os custos de hospedagem podem ser significativamente menores em alguns lugares.

Cheguei a Paraty no domingo à tarde, quando os turistas do final de semana já estavam todos subindo a serra para voltar para casa – e fiquei tranquila por lá durante a semana, com a cidade deliciosamente vazia. Misturar trabalho e lazer durante a semana, aproveitando atrativos dos destinos com muito mais tranquilidade, tem sido mesmo uma das grandes tendências do turismo doméstico brasileiro desde o ano passado – graças a tanta gente em trabalho remoto.

LEIA TAMBÉM: Dez hotéis e pousadas no Brasil para se isolar na pandemia

.

.

Paraty para ficar

Mais uma vez, fiquei hospedada na deliciosa Casa Turquesa, que já indiquei aqui em outras oportunidades e considero mesmo uma das melhores hospedagens do Brasil. São apenas nove espaçosas e românticas suítes, todas diferentes entre si, espalhadas por dois casarões coloniais unidos em pleno centrinho histórico de Paraty.

A hospedagem é sustentável de ponta a ponta, inclusive nos quartos, com sacos de papel reciclável nos lixos, nada de plástico no frigobar, água filtrada gratuita em charmosas moringas em todos os quartos, e as deliciosas amenidades da Granado colocadas em grandes e lindos dispensers de louça nos banheiros, evitando assim uso de plásticos e desperdício de produtos.

A estadia inclui sempre café da manhã à la carte (literalmente a qualquer hora do dia – isso sim um verdadeiro luxo!) e chá da tarde diários, servidos onde e como o hóspede preferir.

CLIQUE AQUI para ler a review completa da Casa Turquesa em Paraty

.

Além disso, a Casa Turquesa está agindo de forma absolutamente correta na pandemia, com exigência de máscaras nos espaços comuns (todo hóspede é presenteado com uma máscara e um frasco de álcool gel personalizados); totem de álcool gel nos espaços públicos; café da manhã (como sempre) servido à la carte, sem desperdícios (no restaurante, no jardim ou no quarto, sem custos extras); mesas bastante distantes umas das outras.

A casa é naturalmente super bem ventilada, com todos os espaços públicos abertos para o delicioso pátio interno – com direito a piscina, cantinho de descanso privativo e vegetação exuberante.

A proprietária e excelente anfitriã Tetê Etrusco supervisiona tudo nos mínimo detalhes e a equipe toda da casa é adorável e afinadíssima. Eu conto todos os detalhes da minha hospedagem na Casa Turquesa nesse link aqui.

Têm também ótimo serviço de concierge, indicando sempre os melhores prestadores de serviço de Paraty e região. E agora preparam também deliciosas cestas de piquenique para os hóspedes que quiserem levar para cantinhos charmosos da cidade, para a praia ou para os passeios de barco. Recomendo demais!

LEIA TAMBÉM: A hora do turismo de bem-estar

.

.

Paraty para passear

Paraty é um prato cheio para atividades ao ar livre – que, sabemos, são o tipo de atividade mais segura para esses tempos de pandemia. Do centrinho às praias, das ilhas às montanhas, Paraty tem de tudo pra gente aproveitar os dias bonitos: atrações e cantos para relax, aventura, história. Só não abandone em nenhum momento sua máscara porque infelizmente tem gente sem usá-la por lá.

Além de caminhar sem pressa pelo centro histórico e apreciar sua beleza arquitetônica impressionante (dica: de manhã cedinho e à noite fica vazio durante a semana, ótimo para fotografar!), a melhor pedida em Paraty é fazer um belo passeio de barco. Afinal, as belezas naturais do seu litoral tão recortado são mesmo imperdíveis! Além dos muitos itinerários para passeios de barco, há também ótimos lugares por lá para passear de caiaque.

LEIA TAMBÉM: Por que a hospitalidade está mais em evidência do que nunca?

.

Fiz os meus passeios de barco dessa vez com a excelente Passion Brazil, operadora especializada em passeios e itinerários pelo Brasil – e cujos serviços exclusivos você pode comprar direto da sua agência de viagem predileta. Foi tudo excelente! Tripulação super capacitada, gentil e usando máscaras corretamente o tempo todo.

E a gente ainda faz o itinerário que escolhe pela região, do jeito que quer, no horário que quer. Nada melhor que poder decidir onde parar e quanto tempo dedicar a cada parada do barco, não é mesmo? Ainda fui brindada com um espetacular e inesquecível encontro com um cardume imenso de golfinhos numa manhã perfeitinha. 

Para as refeições, apostei unicamente nas opções completamente ao ar livre, as mais seguras nestes tempos de pandemia. Além dos deliciosos piqueniques nos gramados mais sossegados da cidade, há vários restaurantes ao ar livre nas ilhotas dos arredores e no Saco do Mamanguá (como o clássico Miltinho, por exemplo), e também estabelecimentos com mesinhas externas no centro da cidade.

Misturar trabalho remoto e lazer em Paraty foi tão bom e tão sossegado dessa vez (me senti segura o tempo todo, com zero chance de aglomeração) que já ando planejando nova escapada para lá agora no segundo semestre.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM @MARICAMPOS! 

.

.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.