Vale a pena tirar férias na pandemia?

Vale a pena tirar férias na pandemia?

Mari Campos

07 de outubro de 2020 | 01h37

Com a pandemia ainda fazendo várias centenas de vítimas diariamente no Brasil, a nossa economia indo cada vez pior e o crescente estresse no nosso dia-a-dia, muita gente está pensando em pular as férias esse ano. Mas talvez seja uma boa repensar essa ideia. Afinal, diversos estudos indicam que a nossa produtividade cai enormemente em longos períodos de trabalho estressante sem intervalos.

Acompanhe a Mari Campos também no Instagram.

Os benefícios de tirar uns dias de folga são geralmente óbvios no período seguinte: produtividade e criatividade aumentadas, menos stress, melhor saúde mental em geral. Mudar um pouquinho de cenário, com TODO o cuidado que o nosso momento atual exige, ajuda. Desconectar-se do trabalho, do home office, do zoom, da louça na pia… 

Mesmo que por poucos dias, sair em micro-férias também pode nos permitir recarregar as energias, arejar as ideias, melhorar a concentração. Não à toa, nos EUA algumas empresas estão inclusive exigindo que os funcionários tirem seus dias de folga. Afinal, passados sete meses de pandemia e com um cenário ainda tão incerto adiante, não é de se estranhar que a produtividade de funcionários das mais distintas áreas e funções tenha caído maciçamente. 

LEIA também: Cuidado com os golpes de “diária grátis” no Instagram.

É claro que nossos planos de qualquer viagem hoje, com tantas restrições, são MUITO diferentes hoje do que seriam no começo do ano. Mas muito diferentes mesmo! E, para muita gente, o cenário financeiro também não é favorável no momento. Mas conversei bastante com diferentes médicos nestas últimas semanas e a maioria deles acredita que, sim, tirar um período de folga, mesmo que seja por um passeio de um único dia, já pode ajudar bastante.

Foto do Airbnb

Então, mesmo que sair efetivamente de férias ou fazer uma viagem maior não seja viável para você neste exato momento, talvez valha a pena considerar pelo menos um day off. E, seja qual for o seu veredito, se for fazer uma escapada na pandemia, mantenha todos os cuidados que você já vem tomando para sua segurança nestes últimos sete meses e considere os seguintes fatores:

.

Planeje. A gente sabe que os círculos de planejamento na pandemia têm sido bem curtinhos. Afinal, os cenários podem mudar de um dia para o outro em uma cidade, com destinos abrindo e fechando para o turismo como temos acompanhado aqui no Brasil. Mas, mesmo que a ideia da escapada seja quase de última hora, planeje com atenção seus passos para garantir que todos eles estejam seguros. 

Se puder, use o auxílio de um bom agente de viagens. E se preferir fazer tudo de maneira independente, já sabe: pesquise, pesquise, pesquise. Quanto mais redondinho estiver seu planejamento (cuidar da melhor rota, da hospedagem, das refeições, definir antecipadamente lugares que pretende visitar etc), menores as chances de qualquer percalço que cause ainda mais stress em tempos de pandemia. Uma escapada sem stress é receita bonitinha para voltar reenergizado. 

VEJA também: Como escolher um hotel na pandemia.

.

Escolha com cuidado que tipo de experiência você quer ter agora. A gente sabe que em muitos destinos atrações turísticas seguem fechadas e que as viagens atualmente têm um outro perfil. Mas é legal pensar, antes de montar sua escapada na pandemia, em que tipo de viagem vai funcionar mais pra você neste momento que vivemos. Que tipo de destino funciona melhor para você realmente descansar corpo e alma? Quer apenas um local para seguir isolado em outro endereço, com outra paisagem? Quer ter o controle de tudo em um imóvel de temporada ou quer ser “cuidado” por um hotel ou pousada? Quer apenas mudar de ares ou pretende fazer também alguns passeios específicos no destino ou região?

LEIA também: Cinco cuidados ao alugar um imóvel de temporada na pandemia

.

Foto: Mari Campos

Rodeie-se de natureza. Depois de tanto tempo fechado em casa, nada melhor que sua escapada na pandemia envolva espaços abertos, acomodações arejadas e muito contato com a natureza – bom para corpo e mente. Destinos com ar puro, nos quais você possa caminhar,  tomar um banho de mar ou rio, fazer piquenique etc são especialmente indicados agora – inclusive por, naturalmente, virem geralmente associados também a muito mais distanciamento social (que segue fundamental para nossa segurança). 

LEIA mais: 10 hotéis para fazer turismo de isolamento no Brasil. 

.

Escapadas curtas também contam. Você não precisa viajar por uma semana, quinze dias ou um mês todo para que a escapada seja benéfica. Mesmo a mudança de cenário por alguns poucos dias já pode representar um efeito “F5″ importante na nossa mente. Um passeio de um dia para um região próxima de casa, ou uma escapada por dois ou três dias para um destino rodeado de natureza, por exemplo, já podem ter um efeito excelente no nosso psicológico. 

Dependendo do destino, mesmo uma simples staycation em outro canto da cidade já pode ser extremamente benéfica. Mas importante: pesquise, pesquise, pesquise antes de se decidir por uma acomodação, para garantir que o local esteja realmente apto para te receber em segurança nestes tempos. E não descuide em nenhum momento da sua segurança pessoal (máscaras e álcool gel sempre com você, distanciamento social etc).

VEJA também: Já pensou em se hospedar em uma casa na árvore?

.

Eu também decidi fazer minha primeira escapada da pandemia ainda neste mês de outubro para tentar dar um “refresh” no pancadão que foram os últimos sete meses. De carro, em um destino rodeado por natureza, em um lugar no qual eu realmente confie. Voltarei aqui para contar como foi, é claro. Mas você pode me acompanhar sempre também pelo meu instagram @maricampos. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.