Chegaram os Santos Populares

Margarida Vaqueiro Lopes

06 Junho 2016 | 12h01

Começou o mês de Junho e com ele chegou a época das festas populares aqui em Portugal. Na verdade, a gente nem diz festas populares, mas apelida essa época, carinhosamente, de ‘santos’. São as nossas festas juninas, mas dedicadas a Santo Antônio – em Lisboa – e a São João – no Porto.

Assim que o mês começa, e porque geralmente com ele vem também o calor, é fácil encontrar gente com churrascos na rua assando sardinha (dizem que esse ano ela ainda está meio magrinha, mas boa é quando ela está gorda e com a pele se desprendendo assim que a faca toca nela), bifanas ou febras (carne de porco e vaca em bife). Tudo o que é feito no churrasco é acompanhado com fatias de pão italiano e eventualmente salada. Você sabe que o seu cabelo vai ficar cheirando a comida e suas mãos gordurentas, mas isso é tradição dos santos. As bebidas são, invariavelmente, cerveja e vinho, podendo ser também sangria (uma bebida que a gente faz com vinho, fruta e água com gás) e a música é sempre popular: nem sempre boa, portanto!, eheh.

Em Lisboa, a tradição manda que você vá para os bairros mais centrais e históricos para viver plenamente essa época: Alfama, Bica, Santa Catarina, Sé, Castelo…no entanto, esses bairros têm o problema de serem tão concorridos que muitas vezes você só consegue se movimentar porque é levado por todas as outras pessoas – meus pés, muitas vezes, não tocam no chão nesse processo. Além de que tudo é bastante mais caro do que em outros lugares da cidade (ano passdo uma sardinha estava valendo 2 euros…um absurdo!). E claro, convém passar junto da estátua de Santo Antônio – perto da Sé de Lisboa – e atirar-lhe uma moeda, se estiver procurando um par romântico. É que diz a tradição que se a moeda cair em cima do livro que o Santo tem na mão, você encontrará o amor em breve ou que o amor será duradouro. Vale a pena experimentar, né?

Apesar de esses bairros ficarem super concorridos nessa época, é realmente aí que você consegue ter o verdadeiro espírito das festas de Santos. No entanto, atualmente todos os outros bairros têm já festas (ou arraiais populares) onde já é bastante legal viver esses dias: Alvalade, Carnide, Benfica, Arroios, Parque das Nações…Além de que têm a vantagem de ser mais agradáveis para quem tem crianças, porque como há menos gente, é bastante mais tranquilo para jantar e se divertir com eles.


Então, é isso: se por acaso estiver em Lisboa por esses dias e até ao final do mês, aconselho bastante a que não deixe de experimentar pelo menos uma noite festejando os santos populares! Abuse na sardinha, no vinho ou na cerveja e não estranhe se um qualquer habitante da cidade o convidar para entrar no jardim dele e assar umas sardinhas para você: é um traço da nossa hospitalidade lusitana! Entre e aproveite! Sem medos ecom muita alegria. Será uma experiência de que se recordará para sempre!

Acompanhe a página do Sambando em Lisboa no Facebook e no Instagram

Mais conteúdo sobre:

festasLisboasantos populares