Pedro e Inês e os amores da Quinta das Lágrimas

Margarida Vaqueiro Lopes

02 Março 2017 | 13h06

Começamos pelos jardins, românticos, iguais aos que havia tantos séculos atrás. São parte da história desse hotel que hoje integra a rede dos Small Luxury Hotels of the World, e é mundialmente conhecido por ter sido palco do famoso amor de D.Pedro e D. Inês de Castro. Reza a lenda que na Fonte das Lágrimas – no fundo do jardim – Inês terá sido morta, e que a água que corre são as suas lágrimas. Agradeçam a Luis de Camões. Já nas Fonte dos Amores, Pedro e Inês encontrar-se-iam, em segredo, para manter vivo o seu romance. Como D. Inês estava no convento de Santa Clara a Velha, um edifício que fica ainda distante da Quinta, a História diz que D. Pedro enviava pela corrente da fonte um barquinho de junco. Como as águas abasteciam o Convento, o barco chegava até D. Inês que descia então para os jardins pois sabia que o seu amado a esperava.

IMG_1947-900x900.jpg

© 2017 Sambando em Lisboa. All Rights Reserved


Verdade ou mentira, para o caso é irrelevante. A verdade é que essa história de amor é, em Portugal, apreciada tanto quanto a de Romeu e Julieta em Itália. E portanto, toda a magia e misticismo em seu redor tornam irrelevante o facto de ela ter sido exatamente como é contada.

Mas adiante: a Quinta das Lágrimas, outrora uma casa pertencente a um nobre da corte, é hoje um hotel de 5 estrelas que nos recebe com uma imponente escadaria. Atrás de nós fica uma alameda ladeada de lindas árvores que abre caminho até à casa. Hoje em dia, o hotel já ganhou um novo edifício para complementar o original – é nesse que fica o SPA (bem agradável), mais quartos e as salas de congressos – mas é na casa antiga que fica todo o encanto. A sala que ainda tem um lindo piano e onde se passam agradáveis momentos de leitura, com tanto verde olhando para nós da janela; a biblioteca ma-ra-vi-lho-sa onde está, por exemplo, uma coleção completa da famosa Paris Match e a capela, que embora não sendo utilizada, vale muito uma visita.

IMG_1687-300x225.jpg

© 2017 Sambando em Lisboa. All Rights Reserved

O hotel foi recentemente reformado, e apesar de eu não ter adorado a parte nova – alguma coisa não deu certo quando tentaram que juntas fizessem sentido – aquelas salinhas antigas fazem muito pelo encanto do espaço. Os restaurantes são incríveis, também, e a simpatia dos garçons é digna de nota. Sinceramente, me encantei mais pelo exterior da Quinta do que pelos quartos – e se eu A-DO-RO quartos de hotel -, mas acho que pela História toda que envolve o edifício, vale bem dar uma passada!

PS – Uma coisa super legal é o novo serviço que a Quinta das Lágrimas oferece aos hóspedes. Se marcar um passeio no jardim, pode contratar o serviço de uma fotógrafa que vai acompanhá-lo e registrar os melhores momentos em jeito de reportagem. Eu experimentei e as imagens ficaram incríveis!

IMG_1672-1024x768.jpg

A gente engorda só de olhar, né? © 2017 Sambando em Lisboa. All Rights Reserved