Após a pandemia, 63% dos turistas do Sudeste querem viajar de 2 a 4 vezes ao ano
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Após a pandemia, 63% dos turistas do Sudeste querem viajar de 2 a 4 vezes ao ano

Segundo pesquisa da Booking, destinos nacionais são a escolha de 55% dos viajantes e 35% também vão pensar no exterior. Preço e medidas de saúde são fatores valorizados

Viagem Estadão

15 de setembro de 2021 | 10h00

Por Nathalia Molina*

A maior parte dos turistas do Sudeste pretende viajar de duas a quatro vezes por ano, apontou uma pesquisa da Booking. No levantamento, 31% dos viajantes dessa Região afirmaram que querem viajar quatro vezes por ano, e 32% disseram que duas vezes.

Entre os nordestinos, 34% informaram que planejam fazer turismo quatro vezes ao ano. Nas outras regiões brasileiras, as respostas a essa questão pesquisa ficaram assim: Sul, 30%; e no Centro-Oeste, 25%, e Norte, 17%. Quando a pergunta era sobre viajar duas vezes por ano após a pandemia, os resultados foram bem próximos em todo o País: Centro-Oeste, 35%; Sul e Sudeste, 32%; Norte, 30%; e Nordeste, 26%.

Destinos nacionais são a opção escolhida por 55% dos viajantes; na foto, Porto de Galinhas (PE) – Foto: AHPG

Em relação ao destino, a preferência é claramente por viagens domésticas, opção escolhida por 55% dos brasileiros ouvidos na pesquisa. Os turistas que preferem destinos no Brasil destacam-se especialmente nas regiões Norte (67%) e Nordeste (60%).

Já 35% dos brasileiros que participaram do levantamento disseram que irão considerar tanto roteiros no Brasil quanto no exterior. Para esses viajantes, aspectos relevantes incluem preços mais acessíveis (68%), mudança de cenário e possibilidade de conhecer novas culturas (49%) e experiências e atividades específicas nos destinos (43%).

Preocupação com medidas de saúde e custo da viagem

Medidas de saúde e segurança adotadas em acomodações (65%) e custos da viagem (54%) serão prioridade para os brasileiros quando a pandemia acabar. De acordo com o levantamento, entre os gastos da viagem a maior parte do dinheiro será investida em serviços de acomodação (28%) e alimentação (26%).

Enquanto 75% dos nordestinos disseram que irão ficar atentos às questões sanitárias na hospedagem, 65% dos viajantes do Sul afirmaram que irão se preocupar com o preço. A pesquisa encomendada pela Booking foi realizada em julho de 2021 com adultos que pretendem viajar nos próximos 12 meses. No Brasil, 1 mil pessoas participaram do levantamento online.

* Sou jornalista de turismo e apresento o Como Viaja | podcast de viagem, com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Me acompanhe também no Instagram @ComoViaja para novidades e curiosidades

Mais conteúdo sobre:

BookinghotelTurismo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.