O recanto clássico da Leicester Square
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O recanto clássico da Leicester Square

Bruna Tiussu

07 Outubro 2010 | 18h35

Sempre achei a Leicester Square um dos lugares mais capazes de transmitir o ritmo acelerado e o clima de metrópole exagerada de Londres. O vai e vem das pessoas, o movimento dos vendedores, dos panfleteiros anunciando novidades, e sobretudo a estonteante variedade de neóns coloridos que tomam conta da praça logo que a noite cai. De certa forma, tudo parece acontecer lá primeiro.

Ao menos no que diz respeito ao mundo do cinema, a afirmação tem lá seu tanto de verdade. Periodicamente, a Leicester Square estende seu glamouroso tapete vermelho para que estrelas das grandes produções possam desfilar no dia da pré-estreia e dar um alô aos fãs – que chegam a dormir por ali para garantir um lugar mais próximo das beldades. A primeira exibição dos longas normalmente é realizada no famoso cine Odeon, que tem seis telas (uma delas é considerada a maior do mundo) e comporta 1943 pessoas.

'Estrelas' do Toy Story 3 desfilando na Leicester Square. Foto: Stefan Wermuth/REUTERS

'Estrelas' do Toy Story 3 desfilam na Leicester Square. Foto: Stefan Wermuth/REUTERS

Além deste Odeon, a praça conta ainda com outros cinemas ultramodernos, o Odeon Mezzanine, Empire, Odeon West End e Vue, sempre exibindo os grandes lançamentos nas suas salas confortabilíssimas. Porém, me sentia mais em casa em um sexto cinema que fica lá no norte na Leicester Square, o Prince Charles.


Notadamente mais simples que os demais, mantém aquele letreiro retrô dizendo qual é o filme do momento que, é bom deixar claro, nunca é o grande lançamento. Sim, eles até passam pela tela do cinema, mas sempre algumas semanas depois do zum zum zum da estreia. O local preserva aquele aconchego dos cinemas antigos, as poltronas grandes, a cortina vermelha que se abre para o espetáculo. O clima é indescritível.

Fachada do Prince Charles Cinema. Foto: Ewan-M/Divulgação

É lá também que os londoners e turistas têm a chance de ver os clássicos na telona e os que se enquadram na categoria alternativa. Pude ver 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Kubrick e também Metropolis, de Fritz Lang. Pagando a bagatela de 3,50 libras cada seção… O preço, aliás, é outro diferencial deste cinema. Dependendo do horário, o ingresso custa apenas 1,50 libras (quem é sócio, paga este preço sempre!), e o valor máximo cobrado é de 7 libras – enquanto os outros cobram, em média, 15 libras! Lembrar do Prince Charles é ter saudades de uma das melhores atmosferas londrinas.