Calçada da fama em versão alemã
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Calçada da fama em versão alemã

Bruna Tiussu

16 Novembro 2011 | 20h28

Bruna Tiussu

Há o Sony Center em toda sua altura e imensidão, os cinemas disputados, restaurantes ao redor, os resquícios ainda conservados do Muro de Berlim. É tanta informação e movimento nos arredores da Potsdamer Platz, em Berlim, que não me surpreende que um turista passe por lá sem notar uma de suas recentes conquistas, o Boulevard das Estrelas.

Inaugurado em fevereiro no ano passado, o passeio fica neste burburinho todo porque foi parte das comemorações da 60.ª edição do Berlinale, o Festival Internacional de Cinema da cidade, que é realizado justamente ali – e, na sua frente, não por acaso, está o Museu de Cinema e Televisão.


Fotos: Bruna Tiussu/AE

A iniciativa é uma despretensiosa versão da original de Hollywood que traz inovações engraçadinhas, meio que para entreter o visitante. Foi montado sobre um asfalto vermelho – alusão óbvia ao red carpet – por onde as estrelas se espalham. Hoje, já são 40 homenageados:  atores, diretores, roteiristas, apresentadores e outros profissionais que tenham marcado ou ainda marcam a história do cinema e TV alemães. A ideia é que, a cada ano, 10 novas sejam adicionadas ali.

Quem inaugurou o espaço foi a estrela da atriz e cantora Marlene Dietrich, celebridade máxima no país. E o barato é que, se aproximando do poste instalado ali ao lado, uma imagem meio fantasmagórica da diva é refletida perfeitamente em cima da estrela. Dá até para posicionar a câmera na lente e registrar uma foto de alguma amiga “abraçando” a artista.

Quem gostar da brincadeira – ou simplesmente tiver curiosidade de conhecer a feição dos astros -, pode repeti-la com cada um dos demais estrelados. Pertinho de Marlene Dietrich estão, por exemplo, o diretor Josef von Sternberg e o cineasta Fritz Lang. Cada um com o seu respectivo poste refletindo as projeções-fantasmas.