Entrando no clima
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Entrando no clima

Adriana Moreira

11 Abril 2014 | 20h56

 

Felipe Mortara

Hoje o dia em Namche Bazaar foi de aclimatação. Para isso, fizemos uma caminhada em que saímos de 3.480 m e subimos até 3.900 m para que nosso corpo fosse exposto à altitude. Trata-se de uma estratégia comum: expondo o corpo a maiores altitudes, o  organismo tem mais facilidade em se adaptar. Depois,  voltamos a Namche Bazaar, cidade onde ficaremos duas noites.
[galeria id=10535]
O objetivo da caminhada foi chegar ao vilarejo de Khumjung. Basicamente, subimos uma escadaria enorme – o que levou cerca de 1h15. A primeira parada foi no Everest Sherpa Resort, um lodge e restaurante que nos deu algo mais do que um bom chá e pipocas: a primeira e inesquecível vista do Monte Everest!
Dobrando o prédio demos de cara com as maiores montanhas do planeta. No primeiro plano, à direita, o Ama Dablam (6.856 metros):  majestoso, talvez o mais lindo de todos os cumes do Himalaia. Mais ao centro, o Nuptse (7.879 metros). Ao seu lado, o Lhotse (8.393 metros) e, mais à esquerda, sempre com uma nuvenzona lhe acariciando o cucuruto, o rei do Himalaia. Olhando daqui, nem parece que o Monte Everest (8.848 metros) é o mais alto. Ele é apenas mais uma montanha ao fundo.
Me juntei aos membros do grupo que caminharia até Khumjung, onde Edmund Hillary – o primeiro a fazer uma escalada bem-sucedida ao Everest, em 1953, ao lado do guia sherpa Tenzing Norgay  construiu uma escola anos atrás. Mas ela estava fechada e, como tínhamos horário para almoçar, retornamos. A cada passo, a vista fica mais incrível. Impossível parar de fotografar.

Chá e descanso.
Ontem, contudo, estava um pouco mal por causa da altitude. Talvez tenha subido rápido demais, pois meu corpo estava se sentido forte – talvez tenha exagerado um pouco. Uma boa dose de chá e uma sopa de alho, seguido de um bom prato de arroz com frango e uma excelente noite de sono me deixaram em ordem pra aguentar o desafio de hoje. Ainda bem!
Amanhã teremos um dia mais pesado, com caminhada até Tengboche (3.867m), onde fica  o maior monastério da região do Khumbu. Dizem que uma das paisagens mais incríveis do Nepal é a do Everest e do Amadablam vistos da frente do monastério, onde faremos uma visita e assistiremos a uma cerimônia budista. Será que a vista vai superar a emoção de hoje?