Mania de limpeza na hospedagem, com filtro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mania de limpeza na hospedagem, com filtro

Higiene ganha tanta importância na pandemia que passa a ser um dos aspectos filtrados pelos viajantes na busca por acomodação em sites de reserva

Viagem Estadão

19 de março de 2021 | 15h00

Por Nathalia Molina*

Protocolo é uma palavra que lembra burocracia, coisa chata. Em tempos normais, nunca casaria com viagem. Mas não estamos vivendo nada de comum. Sendo assim, cuidado excessivo de prestadores de serviço com aspectos sanitários e certa dose de mania de limpeza por parte dos viajantes até soam como naturais. É o que temos para hoje.

Durante uma conversa com Luiz Cegato, gerente de Comunicação da Booking.com para a América Latina, eu soube que o assunto ganhou tamanha importância para os viajantes que a plataforma de reserva de acomodação criou um filtro específico para medidas de saúde e segurança. Quando marcado, o sistema mostra as propriedades que fizeram atualizações recentes nas políticas de higiene e limpeza.

“A gente viu um boom, um aumento de 60%, no uso das palavras ‘limpeza’ e ‘higiene’ nas comunicações entre hóspedes e propriedades”, contou Cegato. “Metade dos listings atualizaram suas políticas. As pessoas vão se ligar mais nessas questões sanitárias daqui para frente.” No caso de hotéis, cada acomodação é um listing na plataforma. Imóveis para aluguel, independentemente do número de quartos, contam como um só listing porque os cômodos estão todos incluídos na mesma reserva.

Higiene no hotel é ‘extremamente importante’ para viajantes – Foto: Ashwini Chaudhary/Unsplash

Dados de um levantamento da Booking.com, feito em novembro de 2020 com 47.728 pessoas de 28 países, também mostram como os viajantes estão preocupados com saúde e segurança sanitária. Entre os 1.996 brasileiros ouvidos, 70% avaliaram como “extremamente importante” ter na acomodação produtos antibactericidas e higienizantes disponíveis para uso durante a hospedagem. Para participar da pesquisa, a pessoa tinha de ser maior de 18 anos e ter viajado pelo menos uma vez nos 12 meses anteriores, além de ser o principal tomador de decisões ou estar envolvido nesse processo.

Higiene é fator mais importante para viajantes

No Relatório de Tendências 2021 da Vrbo, nova marca do AlugueTemporada no Brasil, 44% dos respondentes afirmaram que prestarão mais atenção à limpeza de uma propriedade A higiene se tornou um fator mais relevante na hora de decidir o destino do passeio. Participaram do levantamento em torno de 8 mil viajantes em oito países, incluindo o Brasil, entre 12 e 26 de outubro do ano passado.

A preocupação também apareceu para a Airbnb, plataforma de reserva de acomodação, com mais relevância na decisão dos viajantes, no Brasil e no mundo. A plataforma criou globalmente o Protocolo Avançado de Higienização, ainda em abril de 2020, incluindo um guia de práticas para esse segmento, disponível no Brasil desde junho do ano passado.

Desde o início da pandemia, especialistas vêm apontando os protocolos sanitários como uma parte fundamental para a recuperação da confiança dos viajantes. Redes hoteleiras, por exemplo, tratam de ir atrás de empresas certificadoras ou contrataram renomados hospitais de São Paulo para prestar consultoria sobre processos que envolvem saúde e segurança.

Informações claras e uma boa comunicação por parte de hotéis e empresas de reserva ganharam ainda mais importância na hora de escolher uma acomodação. Por um bom tempo ainda, café da manhã, wifi e ar-condicionado terão companhia na lista de itens avaliados antes de fechar a hospedagem.

* Sou jornalista de viagem e também escrevo o Como Viaja com dicas e experiências no Brasil e no exterior. Me acompanha no Instagram @ComoViaja para novidades e curiosidades

Mais conteúdo sobre:

hotelTurismo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.