Na véspera da festa, clima ainda tranquilo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na véspera da festa, clima ainda tranquilo

Mônica Nóbrega

08 Novembro 2009 | 22h20

O movimento intenso, mas tranquilo, na estação de trens Hauptbahnhof, a mais movimentada de Berlim, deixou o fim de tarde com jeito de domingo comum. Confesso que esperava ver algo mais nas ruas da capital alemã nesta véspera do esperado Festival da Liberdade, o ponto alto da comemoração dos 20 anos da Queda do Muro. Ainda não deu tempo de ir ao Portão de Brandemburgo nem aos bairros do leste. Mas, ao menos na região da avenida Kurfüstendamm, pelo jeito, estão todos poupando energia para amanhã.

Segundo o escritório de Turismo de Berlim, 700 mil visitantes estão na cidade para a festa – o ano novo no Portão de Brandemburgo atrai 1 milhão de turistas. Multidão que assistirá, ao vivo ou por meio de dez telões espalhados pela área da festa, à simbólica queda de quase mil peças de dominó de 2,5 metros de altura. O percurso de 1,5 quilômetro começa na margem norte do Rio Spree, passa pelo Parlamento e termina na Potsdamer Platz.

Linha vermelha destaca o caminho do dominó gigante. Imagem reprodução

Linha vermelha destaca o caminho do dominó gigante. Imagem reprodução

A festa terá também os previsíveis discursos de autoridades como a chanceler alemã, Angela Merkel, o prefeito de Berlim, Klaus Wowereit, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, o premiê britânico Gordon Brown e os presidentes da França, Nicolas Sarkozy, e da Rússica, Dmitri Medvedev. O falatório não deve se estender por mais do que meia hora, ao menos no que depender da programação oficial.
Shows musicais, inclusive performance do badalado DJ Paul van Dyk, devem ocupar o restante do tempo. Além de canecas de cerveja e muita currywürst, a salsicha com curry.

Mais conteúdo sobre:

AlemanhaBerlimMuro de BerlimViagem