Testemunhe a fé na padroeira mexicana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Testemunhe a fé na padroeira mexicana

Fabio Vendrame

18 Fevereiro 2014 | 02h20

Peregrinos devotos da padroeira do México – Foto: Henry Romero/Reuters

NOSSA DICA

Mesmo não sendo praticante de nenhuma religião, recentemente, durante uma escala de seis horas na Cidade do México, decidi ver de perto a icônica Basílica de Guadalupe – que pode ser comparada em vários aspectos à de Aparecida, a 168 quilômetros de São Paulo.

Bem mais perto do centro da Cidade do México, a cerca de 30 minutos de metrô, o exemplo máximo da fé católica mexicana é marcante até para quem não tem crenças. Estive por lá num domingo ensolarado, enquanto missas e terços eram rezados sem parar nos três templos do complexo, que começou a ser erguido em 1531.


Peregrinos de todo o país viajam até lá para pedir e agradecer, com buquês de flores e cruzes – especialmente no dia da Virgem, 12 de dezembro. Alguns grupos até vão fantasiados. O lugar, chamado Tepeyac, tornou-se sagrado após o caboclo Juan Diego avistar, sucessivas vezes, uma mulher de manto azul que pedia para que erguessem ali um templo. / FELIPE MORTARA