Topo do mundo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Topo do mundo

Adriana Moreira

04 Fevereiro 2010 | 11h42

Passo a passo, o entorno do Ericsson Globe, o maior edifício esférico do mundo, parece ficar menor. Assim que chega no topo dos 85 metros de altura da tradicional arena de Estocolmo, na Suécia, o visitante ganha de presente a vista privilegiada da cidade, depois de 20 minutos de passeio.


A subida pela Globen Sky View não exige esforço algum. Dois bondinhos de formato esférico, que estarão abertos ao público amanhã, levam cada até 16 pessoas por vez – há seis saídas por hora. Se quiser, aproveite para conhecer o prédio, palco de shows e de disputados jogos de hóquei.

Para que a nova opção de passeio pudesse ser instalada, o prédio, de 20 anos, teve a estrutura reforçada com aço. Pudera: trilhos e carrinhos juntos pesam 42 toneladas.

O passeio custa 120 coroas suecas (R$ 30) para adultos e 90 coras suecas (R$ 22) para crianças. E dá até para contratar sua própria gôndola – desde que esteja disposto a desembolsar 1.800 coroas suecas (R$ 456).

Detalhe da Globen SkyView no Ericsson Globe. Foto Bob Strong/Reuters

Detalhe da Globen SkyView no Ericsson Globe. Foto Bob Strong/Reuters

Mais conteúdo sobre:

EstocolmoGloben Sky ViewSuécia