Vinte anos de sucesso das solas vermelhas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vinte anos de sucesso das solas vermelhas

Bruna Tiussu

01 Maio 2012 | 17h56

Bruna Tiussu

Onde há estrelas de Hollywood, elas reinam soberanas. Basta dirigir o olhar para o chão para constatar que as solas vermelhas dos sapatos assinados por Christian Louboutin são as mais cobiçadas. Preferência justificada pelo conjunto que representam: feminilidade, glamour, elegância e poder. Mesmo que sobrepostos em saltos vertiginosos que exigem doses extras de equilíbrio.

Considerado ícone quando o assunto são calçados femininos, o designer francês acaba de ganhar a primeira grande exposição de seu trabalho, inaugurada hoje no Design Museum de Londres. Centenas de pares que marcam a evolução e diversidade de suas criações estão expostas, representando seus 20 anos de carreira. Detalhe: Louboutin abriu sua primeira loja em Paris, tendo como primeira cliente a princesa Caroline de Mônaco.

Além da sola vermelha, os saltos altíssimos são a marca de Louboutin, que já ganhou manchetes ao declarar que “saltos altos são como prazer com doses de dor”. O que não significa que o mestre francês não se preocupa com conforto. A exibição revela como ele pensa um sapato, desde o desenho inicial, protótipo até a produção final, etapa por etapa, sempre acompanhada por uma viagem particular de estilo e elegância.


Para enriquecer a mostra, moldes viraram parte da instalação e a estrela Dita Von Teese, cliente fiel de Louboutin, virou peça central de uma performance holográfica tridimensional que representa a inspiração do criador francês. A exposição fica em cartaz até 9 de julho – a entrada custa 10 libras.

Fotos: Stefan Wermuth/Reuters