Dicas de Montreux e o que fazer na Riviera Suíça

Dicas de Montreux e o que fazer na Riviera Suíça

Karina Sell

02 de outubro de 2019 | 09h10

Depois de passar dois dias  na região de Vaud e curtindo a paisagem dos vinhedos de Lavaux, descemos para Montreux que fica nas margens do Lago Genebra. Para aproveitar e conhecer toda a Riviera Suíça, vou deixar aqui algumas dicas de  Montreux, que é a capital da Riviera de Vaud. Além da cidade ser linda e muito bem conectada, como qualquer cidade da Suíça, Montreux é uma cidade agitada e muito agradável para curtir o verão na Riviera Suíça. Afinal, quem nunca ouviu falar do famoso Festival de Jazz de Montreux?

Leia também

O que fazer em Genebra, dicas de um local

Roteiro completo pelo Lago Genebra: Lausanne, Vevey, Lavaux e Montreux

Verão na Europa, um guia de sobrevivência e destinos que devem ser evitados

Dicas de Montreux na Riviera Suíça

Dicas de Montreux

Mesmo sem ir na época do Festival de Jazz de Montreux, como foi o meu caso, passeios e atividades não faltam. Depois de passar dois dias curtindo a paisagem e vinhedos de Lavaux, passamos dois dias em Montreux para curtir a cidade nas margens do Lago Genebra e também explorar os arredores.

Cruzeiro pelo Lago Genebra

Uma das principais dicas de Montreux, é fazer um cruzeiro pelo Lago Genebra saindo de Montreux. É uma excelente oportunidade de curtir a bela paisagem no verão. O cruzeiro passa por várias cidades no Lago Genebra, inclusive Vevey e o Castelo de Chillón. Além disso, aproveitamos e almoçamos no cruzeiro. A comida é ótima e também conseguimos otimizar o tempo conciliando almoço com passeio.

Passeios Lago de Genebra

Castelo de Chillón

Depois do cruzeiro pelo Lago Genebra, seguimos para o Castelo de Chillón. Aliás, o barco para próximo ao Castelo de Chillón, que fica sobre uma rocha nas margens do Lago Genebra. Sua beleza interna e externa explicam o fato do Castelo de Chillón ser o edifício histórico mais visitado da Suíça e uma das atrações turísticas mais visitadas da Europa. Porém, esse belo edifício histórico foi durante quase quatro séculos, não só residência dos Condes de Saboia, como também uma rentável fonte de pedágios. Em seguida, caminhamos do Castelo de Chillón até o Fairmont Hotel, onde estávamos hospedados. Foram 40 minutos de caminhada pela florida margens do Lago Genebra.

O que fazer na Riviera Suíça

Gruyère e Trem do Chocolate

No dia seguinte, fizemos o passeio do trem do chocolate, um trem impecável com vagões vintages, datado de 1915. É como fazer uma viagem  para “Belle Epoque”.  Apesar do nome, o passeio do trem do chocolate, inclui não só a degustação de chocolate na fábrica da Cailler-Nestlé em Broc, como também  degustação de queijos na Maison du Gruyère e visita ao vilarejo de Gruyères.

De  todos os passeios incluídos no trem do chocolate, certamente o que eu mais gostei foi conhecer Gruyères. Sem dúvida, um dos vilarejos mais charmosos que eu já fui. Mesmo chovendo, a paisagem do vilarejo e o vilarejo em si, vão deixar você de queixo caído. Por ali, não deixe de visitar o H.R Giger bar inspirado no filme Alien.

Passeios Montreux, Vevey e Lavaux e Gruyere

Dica de hospedagem em Montreux

O Fairmont Montreux é o hotel mais tradicional de Montreux e da Riviera Suíça. Eu simplesmente AMEI me hospedar ali. É tudo incrivelmente impecável. Do serviço, detalhes do ambiente e inúmeras histórias que por ali passaram, fazem você se transportar para o luxo da Belle Epoque.

Nas margens do Lago Genebra e com vista para o Alpes, a localização do hotel é mais que perfeita. Principalmente para quem vai para Montreux durante o Jazz Festival. Pois o hotel fica exatamente em frente de onde acontece o festival. Por isso, por ali já passaram inúmeras celebridades, que gostaram tanto do Fairmont Le Montreux que voltavam para lá inúmeras vezes durante o Festival de Jazz ou não. Freddy Mercury certamente era um deles. E, entre as inúmeras histórias desse icônico hotel de 1906, foi o próprio Freddy Mercury inesperadamente resolver tocar o piano do hotel em pleno o café da manhã. Obviamente, que o momento ficou eternizado na história do hotel e dos hóspedes sortudos.

Suíte

Hospedados na Suíte Deluxe Lake view, que como o nome mesmo sugere tem vista panorâmica para o Lago Genebra e para o Alpes. E, para aproveitar a vista, a suíte ainda tinha uma varanda muito charmosa. Nossa, escrevendo aqui e que saudades que meu deu desse quarto! Sinceramente, hotéis grandes e mais clássicos nunca são os meus favoritos. Porém, o Fairmont foi um dos hotéis que eu mais gostei de me hospedar. O quarto, os salões, os corredores, era tudo detalhadamente tão lindo e aconchegante.

Hospedagem na Riviera Suíça O que fazer em Montreux

Dicas de Montreux – Restaurantes 

O Fairmont Le Montreux tem 7 ambientes para drinks, snacks ou refeições completas. Em apenas dois dias no hotel, não conseguimos ir em todos eles mas pela experiência que tivemos tanto nos restaurantes Montreux Jazz Café e MP’s Grill, não tenho dúvida de que todos os outros sejam igualmente excelentes. Aliás, mesmo que você não se hospede no Fairmont, não deixe de ir em um dos restaurantes. Sem dúvida, os restaurantes do Fairmont estão entre os melhores da cidade, tanto em termos de comida, como de ambiente.

Se o tempo permitir, vale a pena experimentar o La Terrasse du Petit Palais, que tem o ambiente romântico, com vista para o lago e para os Alpes.  De fato, jantar em um dos restaurantes do Fairmont é um verdadeiro programa para fazer em Montreux.

Spa

O spa do Fairmont é um edifício isolado e conectado ao Fairmont de forma subterrânea. Aliás, se sua idéia é viajar para Montreux para relaxar, esse é o lugar certo. Só para exemplificar, são mais de 2.000 m² de instalações dedicadas ao relaxamento e condicionamento físico. Inclusive, até um jardim com espreguiçadeiras com vista para os Alpes o hotel tem.

Enfim, o Fairmont Le Montreux é um verdadeiro destino em si e merece uma visita seja para se hospedar ou para ao menos aproveitar seus restaurantes.

Tudo o que sabemos sobre:

Suíça