Roteiro pelas aldeias e vinícolas do Alentejo em Portugal

Roteiro pelas aldeias e vinícolas do Alentejo em Portugal

Karina Sell

17 Fevereiro 2018 | 10h38

O Alentejo é a maior região de Portugal e onde está a maior produção de vinhos e a mais importante produção de cortiça do mundo. A paisagem vai até onde a vista alcança e é desenhada por campos de trigo que se alternam com vinhas, sobreiros, olivais e onde, ocasionalmente, meu olhar ficava preso numa aldeia branca que aparecia no horizonte.

Viajar pelas terras “além do Tejo” é uma oportunidade única para apreciar vinhos regionais maravilhosos, séculos de história e cultura e uma oportunidade para apreciar a comida típica que é deliciosa.

Passei por algumas vinícolas, hotéis e aldeias que me fizeram desconectar da vida agitada que levamos – até paramos por alguns minutos pra observar as estrelas.

Roteiro completo pelo Vale do Douro

Motivos para morar em Portugal

melhores hotéis em Portugal

Cidades e aldeias alentejanas

Monsaraz
Rodeada pelo lago Alqueva, foi uma das aldeias medievais mais bonitas que conheci. Localizada no alto de uma colina, é um charme a visita e você vai experimentar aquele ar de vila que se apega justamente naquilo que caiu em desuso.

Recomendo experimentar o restaurante Sabores de Monsaraz e conhecer Dona Isabel, figura muito simpática, cópia da Dona Benta do Sítio do Pica Pau Amarelo, e que faz um porco preto assado sem igual.

Passeios e locais não turísticos em Lisboa

monsaraz vilarejo em Portugalmelhores restaurantes de Portugal

Évora
Considerada patrimônio histórico da humanidade pela Unesco, Évora é a cidade mais importante da região sob o ponto de vista da cultura. Com ruas estreitas e construções que remetem ao século XIV, possui obras arquitetônicas marcantes, como a Catedral Medieval e o Templo Romano.

Nos arredores da cidade é possível encontrar monumentos neolíticos. Um dos lugares que achei mais impressionante foi a Capela dos Ossos, com mais de 5 mil ossos e crânios humanos, impossível neste momento não pensar na transitoriedade da vida.

Marvão
Com altitude de 860 metros e apenas 500 habitantes, essa aldeia portuguesa tem uma vista linda de suas muralhas e castelo.

Elvas
Fortificada desde 1640 para proteger Portugal das invasões espanholas, essa aldeia é Patrimônio da UNESCO. Caminhe pelas ruas estreitas da parte muralhada e visite o castelo, a antiga catedral e a Praça da República. Ao lado externo das muralhas passe pelo Aqueduto da Amoreira.

Rota dos vinhos no Alentejo
O Alentejo é a região com a maior diversidade de solos, com temperaturas elevadas no verão e muitas horas de sol; essa combinação permite a maturação perfeita das uvas. O resultado? Vinhos sofisticados e de alta qualidade.

Para quem adora o enoturismo, o Alentejo é uma das regiões mais completas de Portugal. Por lá, encontrei a maior oferta de hotéis de alto padrão, são eles que oferecem experiências exclusivas.

Onde se hospedar

Torre de Palma Wine resort
Esse hotel e spa para os apreciadores de vinho está localizado na aldeia de Monforte. Rodeado por uma fortificação datada de 1338 e integrante da Design Hotels, mistura a típica arquitetura alentejana com o design de Philippe Starck. Com spa, piscinas interna e externa, sauna, banho turco e centro equestre. Durante a vindima, os hóspedes podem participar de todo processo de produção do vinho, desde a colheita até a pisa.

hotéis no Alentejo

Adegas imperdíveis de conhecer

Monte da Ravasqueira

Além das visitas guiadas pelas adegas, organizam cursos de vinhos e várias atividades ao ar livre.

o que fazer no Alentejo

Adega Cartuxa
Além das visitas guiadas pela caves, tem um wine bar e um programa de vindimas que mostra desde as adegas mais antigas até as atuais, passando pelas vinhas, coleta das uvas e degustação das melhores marcas de vinho da adega com queijos alentejanos.

Herdade do Esporão
A Herdade do Esporão é um sítio arqueológico muito importante na Europa. Com três monumentos que remetem ao passado pré-histórico, passando por iberos, romanos, muçulmanos e visigodos.

Adega José de Sousa
Essa adega mantém a tradição de produzir vinho usando ânforas de barro no processo de fermentação. Uma técnica usada pelos romanos há mais de dois mil anos.

Road trip pelas praias do Algarve