La Residence, hotel com corpo francês e alma sul-africana

La Residence, hotel com corpo francês e alma sul-africana

Heitor e Sílvia Reali

06 de fevereiro de 2019 | 19h08

La Residence

Hotel La Residence
crédito: Viramundo e Mundovirado

Ah! Deliciosamente África, na celebrada enogastronomia, no talento e na criatividade de seus artesãos, nas praias sedutoras, e nas hospedagens que praticam a arte de bem receber.
A grandiosidade do continente, a vida selvagem em suas savanas, culturas diversas e os mistérios da África convidam e fascinam os viajantes. São olhares diversos, mas para os que desejam se aprofundar no universo do bem-viver sul-africano, há uma região encantadora, com locais quase secretos para serem descobertos a partir da Cidade do Cabo. Uma delas, a pequena e pitoresca Franschhoeck.

Arte africana

A primitiva arte africana que inspirou Paul Klee e Juan Miró
crédito: Viramundo e Mundovirado

A cidade aureolada de verde tem um toque francês, e fica em um vale rodeado de montanhas recobertas de vinhas que criam desenhos na paisagem silenciosa. A cada estação do ano esse grafismo recria nova paleta de cores: no outono as videiras douram e enrubescem, no verão pontilham-se de cachos de uvas, já no inverno riscam toscos traçados com os galhos secos.
Garimpar nas criativas lojinhas de Franschhoek é aquele raro prazer das descobertas ao acaso. O caleidoscópio artesanal está presente em diversas galerias de arte africana com pinturas e objetos que refletem a força do seu grafismo e de suas cores. Tons terrosos, cor de palha, de couro ou de madeira, se destacam na arte têxtil, de tapetes a almofadas, enquanto a cerâmica encanta pela pureza e pela modernidade. Não por acaso a primitiva arte africana influenciou os artistas Pablo Picasso, Paul Klee e Juan Miró.

Old Corkscrew Shop

Coleção de saca-rolhas da Old Corkscrew Shop
crédito: Viramundo e Mundovirado

Há muito mais: de joalheria especializada em lapidar diamantes, até a loja de antiguidades Old Corkscrew Shop, que exibe louça e prata francesas, taças para vinho e uma coleção de saca-rolhas que varia de engenhocas curiosas a raridades que custam até US$5.000. Como se fosse pouco, Franschhoek ainda ostenta o título de capital gourmet. Oito dos tops restaurantes sul-africanos e trinta vinícolas que produzem vinhos de excelência estão nas imediações.  Comme il faut diriam os franceses. Já o simpático centro de visitantes lista 101 atividades, desde degustação de vinhos, às cavalgadas, mountain bikes e saltos de asa delta para quem é speed.

La Residence

Localizado no meio de um vinhedo, rodeado por campos de lavanda, esse hotel butique construído em estilo mediterrâneo, tem décor assinado pelo todo poderoso Ralph Krall, com obras de arte, móveis de estilo e tapetes orientais.
crédito: Viramundo e Mundovirado

Mas, o melhor mesmo é se deixar seduzir pelo prazer de estar ali sem nenhum compromisso e fazer tudo novamente no dia seguinte, depois de uma noite reparadora no hotel butique La Residence. Localizado ao lado da cidade, fica no coração de um vinhedo e rodeado por campos de lavanda. De seus ambientes emana atmosfera contemporânea e acolhedora, as paredes têm texturas que se harmonizam com as madeiras, e com os tecidos adamascados dos móveis.
Quase não parece hotel, mas uma casa de amigos. Ainda no hall de entrada do La Residence, os primeiros indícios de que ali tudo provoca os sentidos: um encantador arranjo de flores frescas em nuances lilás e o ar incensado com o bom aroma de chocolate quente. Na ensolarada e ampla sala de pé direito duplo, os móveis de época são forrados com tecidos nobres.
Objetos de arte, antiguidades e tapetes orientais criam entre si, o efeito de um alongamento visual em tons do rosa ao grená, dos quadros aos tecidos, que é surpreendente. Um grande espelho que, além de reproduzir toda esta beleza, reflete os jardins e os vinhedos completando a decoração.

La Residence

Uma das suítes do La Residence
crédito: Viramundo e Mundovirado

Os hóspedes do La Residence são recebidos com uma taça de Pinotage e brownies de chocolate recém-saídos do forno (era deles o aroma…) regados ao creme de Amarula. Assim, simplesmente, vem à lembrança Domenico de Masi, autor de “O Ócio Criativo”: … “no futuro as pessoas mais luxuosas serão as mais simples e as mais reservadas.” Sob essa ótica, Franschhoek, na África do Sul, saiu na frente. Aninhada numa paisagem luminosa, faz jus à sua reputação de lugar único: é uma aliança da energia, da emoção à flor da pele e da hospitalidade africana ao glamour e joie de vivre franceses.
Pense duas vezes antes de lincar África a uma viagem só de aventuras. O cartão de visita, agora, é o festejado tour enogastronômico pelas vinícolas da Península do Cabo e seus hotéis butiques. Não se pode avaliar de longe, o que é uma viagem nesta região, onde reina o bom gosto.

Franschhoek

Para quem quer se aprofundar no universo do vinho sul-africano considere conhecer a pitoresca Franschhoek
crédito: Viramundo e Mundovirado

Considere quando ir:
La Residence: www.laresidence.co.za

Tracey” Diamonds: 40 Huguenot Street, Franschhoek

Galerie Ezakwantu: arte tribal, ezakwantu@telkomsa.net

The Old Corkscrew: 11 Main Road, Franschhoek

Mais conteúdo sobre:

ÁfricaÁfrica do Sul