Cada passo é um flash

Cada passo é um flash

Bruna Tiussu

04 Setembro 2017 | 14h28

Dupla capricha na pose para o clique. Foto: Bruna Tiussu


Os celulares chegaram com tudo aqui em Gana. Dizem que o país teve uma breve fase de telefone fixo, passando diretamente para a etapa de telefonia móvel. Por isso todos aqui caminham falando ou digitando em seus aparelhos.

Os celulares, porém, são em sua maioria modelos muito mais simples do que um iPhone ou um Samsung Galaxy. O que significa que não possuem uma câmera lá muito potente.

Talvez por isso as crianças fiquem tão hipnotizadas quando saco meu celular ou câmera para fazer fotos ou vídeos. Elas param o que estão fazendo e pedem: “Me! Me! Me!” O que quer dizer: “Tire fotos de mim!”

Crianças do bairro preparadas para o clique. Foto: Bruna Tiussu

Quando me dou conta, vejo umas 12 delas juntas, em poses diferentes — vale mãos na cintura, V de paz & amor, postura de modelo ou até de blasé — e gritando “cheeeeeese!”

Depois de feita a foto (ou o vídeo), o mesmo bolo de pequenos corre em minha direção para ver o resultado: “Let me see! Let me see!” Mas como para (quase) toda criança o ver está associado ao tocar, eis que dezenas de dedinhos tentam escorregar a tela do meu celular/câmera ao mesmo tempo.

Montinho de criança ao redor do celular. Foto: Eduardo Asta

Se quero, por exemplo, tirar uma selfie na escola só com um aluno é problema na certa. Consigo se for mega ágil, mais rápida do que todas as outras crianças. Caso contrário, contento-me com uma selfie coletiva.

Tentativa de selfie na escola. Foto: Eduardo Asta

O mesmo acontece na rua. Vira e mexe estou andando de um canto a outro e algum pequeno se aproxima dizendo: “Selfie! Selfie!” Eu não me aguento, né, e faço a foto.

Às vezes, um não tão pequeno assim deixa a vergonha de lado e também me pede uma selfie. Nestes casos, ele saca seu próprio celular, ainda que a câmera não seja das melhores. Pois o que ele quer mesmo é aproveitar a chance de ter um registro ao lado de uma “obruni”. Ok, topo também!

Selfie com adulto também acontece. Foto: Eduardo Asta

Mais conteúdo sobre:

ÁfricaGanaKumasibásico da África