Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

2. Estar pronto pra uma viagem de última hora

De repente, uma passagem aérea barata para aquele destino há tanto sonhado. Uma viagem de trabalho que permite esticar uns dias a mais no destino. Mas... você não pode ir porque seu passaporte venceu, está sem visto ou descobriu que precisa de uma vacina. Que tal parar de postergar as burocracias e deixar tudo no jeito para não perder nenhuma oportunidade de viagem em 2015?

Stéfano Mariotto, Especial para O Estado de S. Paulo

30 Dezembro 2014 | 03h00

PASSAPORTE

A boa notícia é que um passaporte mais seguro e com validade de 10 anos passará a ser emitido em 2015. A má é que ainda não há data definida para o início da emissão do novo modelo. Por enquanto, eles ainda valem cinco anos. 

O tempo de entrega do passaporte é de no máximo seis dias úteis a contar da entrega da documentação. Mas, antes, você precisa se cadastrar no site dpf.gov.br e pagar a taxa de R$ 156,07 – o passo a passo com os documentos necessários e outras dúvidas comuns você encontra no especial feito pelo Estado: oesta.do/viagempassaporte. Tenha em mente que atrasos podem ocorrer e que muitos países exigem passaporte com validade mínima de seis meses.

VACINAS

A vacina de febre amarela é a mais importante do calendário do viajante. Muitos países da América Latina, África e Ásia a exigem (para ir a Machu Picchu, no Peru, por exemplo, você precisa estar vacinado). É preciso tomá-la no mínimo dez dias antes do embarque – a imunização vale por dez anos. É útil também passar no Núcleo de Medicina do Viajante do Hospital Emílio Ribas (oesta.do/medicinaviajantes), que avalia a necessidade de vacinas e medicamentos úteis, dependendo do destino a ser visitado.

Já imunizado, leve a carteira de vacinação preenchida e um documento de identidade para emitir o Certificado Internacional em um dos Centro de Orientação ao Viajante – os aeroportos de Congonhas e Guarulhos têm os seus. Consulte a lista completa na Anvisa: oesta.do/anvisavacina

VISTO

Há muito se discute quando os Estados Unidos deixarão de exigir o visto dos brasileiros para viagens a turismo. A BrandUsa, entidade de promoção turística norte-americana, já se posicionou favorável ao tema, mas, até agora, não há nada concreto sobre o assunto. Para viajar à terra do Tio Sam o visto continua sendo necessário – e válido por dez anos.

Não é preciso ter a viagem marcada para solicitar o documento. O prazo para agendar a entrevista varia de acordo com a época do ano – nos períodos pré-férias, a demanda é sempre maior. No mês passado, o agendamento em São Paulo levava nove dias. O processo começa preenchendo o formulário DS-160 (ceac.state.gov/genniv/) e com o pagamento da taxa de US$ 160. Com o número vinculado ao formulário você agenda a entrevista e a ida ao Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (Casv) para a coleta de foto e impressões digitais – a lista com os endereços está no brazil.usvisa-info.com. Seu passaporte precisará ter pelo menos seis meses de validade. 

Mais conteúdo sobre:
ano-novo 2015 passaporte visto vacinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.