Luiza Cervenka|Estadão
Luiza Cervenka|Estadão

2. Mimos & extras

Férias deve ser sinônimo de relaxar e aproveitar todos os mimos possíveis. E Miami sabe muito bem como mimar você – e também seu bichinho.

Luiza Cervenka, Especial para O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2015 | 04h59

Se seu pet precisa de cuidados, está doente ou você tem medo que ele destrua o quarto do hotel, é possível contratar os serviços de uma babá canina pelo site Rover.com, disponível em várias cidades dos Estados Unidos. Cadastre-se e coloque as informações do seu animalzinho para depois escolher um dos candidatos disponíveis, baseado na avaliação de outros clientes. O custo médio do serviço por dia é de US$ 30 e o pagamento, realizado por meio do próprio site.

Andou muito e seu cão ficou cansado e estressado? Não tem problema, basta chamar o DogApy. Com suas técnicas de massagem canina, ele deixa seu cachorro relaxado. Uma sessão custa cerca de US$ 50.

Um programa divertido para mimar seu bichinho é levá-lo ao Doggie Bag Cafe, que funciona em uma casa veterinária. Aos sábados, a casa oferece um menu especial para os animais – humanos ficam de fora. O almoço inclui prato principal, bebida e sobremesa e custa US$ 20. O preço pode ser salgado, mas a diversão é garantida.

Motorizado. Como em Miami tudo é distante, muitas vezes compensa alugar um carro. Não se preocupe: quase todas as locadoras aceitam cães. Eu aluguei na Alamo, através do site Happy Tour, por ter sido o preço mais barato que encontrei (Kia Rio sedan, US$ 237 por uma semana, com todos os seguros e taxas incluídos).

Se não quiser alugar carro, pode usar o serviço do aplicativo Uber. Mesmo na categoria mais básica, os carros são extremamente confortáveis e os motoristas esbanjam simpatia. E o melhor de tudo: aceitam animais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.