Jéssica Otoboni/Estadão
Jéssica Otoboni/Estadão

4. Caverna do Milodonte

Não se pode conhecer a cidade do milodonte, uma espécie de preguiça gigante, e não ir à sua gruta

Jéssica Otoboni, O Estado de S. Paulo

06 Março 2018 | 04h35

Na entrada de Puerto Natales, uma estátua da figura símbolo do local dá as boas-vindas aos visitantes: o milodonte, uma espécie de preguiça gigante que habitou a região há cerca de 10 mil anos.  

Não se pode conhecer a cidade do milodonte e não ir à sua gruta. Restos dessa criatura, como ossos e pelos, foram encontrados na caverna que, em 1968, foi declarada Patrimônio Histórico pelo Ministério da Educação do Chile. Escavadores ainda trabalham no local em busca de mais informações sobre a história da Patagônia. É um passeio que agrada a todas as idades, incluindo as crianças, que ficam boquiabertas diante da estátua do milodonte na gruta – vi acontecer com um grupo de pequenos estudantes que visitavam o local. 

O parque é composto por três cavernas e uma formação rochosa gigante apelidada de “cadeira do Diabo”. A visita à área custa 5 mil pesos (R$ 28) – e também costuma estar incluída nos tours de dia inteiro ao parque Torres del Paine.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.