Reuters/Iain Macmillan/Bloomsbury Auctions
Reuters/Iain Macmillan/Bloomsbury Auctions

5 lugares essenciais na Londres dos Beatles

Passados 50 anos do lançamento do álbum 'Abbey Road', veja pontos da capital inglesa que marcaram a história dos quatro rapazes de Liverpool

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2019 | 07h00

Há exatos 50 anos, os Beatles lançavam o álbum Abbey Road, o 12º da carreira do quarteto. O disco trazia várias músicas que se tornaram clássicos da banda, como Something, Come Together, Because e Here Comes The Sun, mas foi imortalizado por sua capa. Nela, John, Ringo, Paul e George atravessavam a rua londrina que dá título ao disco, e onde fica até hoje o estúdio no qual eles gravavam seus discos.

A rua também ainda está lá, assim como a faixa de pedestres - e até hoje beatlemaníacos e turistas em geral fazem fotos recriando a célebre travessia. Veja alguns lugares em Londres que têm ligação com a história da banda.

O lugar onde a beatlemania estourou

Foi durante uma apresentação no teatro London Palladium, em 1963, que os meninos de Liverpool foram catapultados para o estrelato. O show que foi divisor de águas na história da banda ocorreu no dia 13 de outubro, quando ela se apresentou no programa de variedades Sunday Night at the London Palladium, exibido pelo canal ITV.

As músicas She Loves You, Twist and Shout e From Me To You levaram as fãs à loucura, a imprensa acompanhou a comoção e, no dia seguinte, todas as mídias noticiavam que havia um novo fenômeno na música. O resto é história.

Com capacidade para 2.286 pessoas, o centenário teatro (foi aberto em 1910) recebe shows, musicais e premiações e fica na 8 Argyll Street, em pleno Soho. O metrô mais próximo é Oxford Circus. Na agenda de próximas atrações, tem Boyzone, Christopher Cross e, em janeiro e fevereiro de 2020, alguns shows da turnê que Madonna está fazendo para seu último disco, Madame X.  

O apartamento de John Lennon e Yoko Ono

Pelo imóvel que ocupava o subsolo e o primeiro andar da Montagu Square n° 34, quem passou primeiro foi Ringo Starr, em 1965. Depois, moraram nele Paul McCartney, o guitarrista Jimi Hendrix e, por fim, em 1968, o casal John Lennon e Yoko Ono.

Foi nesse apartamento que a fotógrafa Annie Leibowitz fez os imortais registros de John e Yoko abraçados nus. As fotos (de "frente" e "verso") ilustraram a capa e a contracapa do disco Two Virgins, de 1969. Também nesse imóvel, John foi preso por porte de maconha.

O prédio está identificado por uma plaquinha azul na fachada, que informa que Lennon morou ali. As estações de metrô mais próximas são Marylebone e Baker Street.

O local do último show

A última apresentação ao vivo da carreira dos Beatles não foi um show de despedida. Ao contrário: aconteceu de surpresa. No dia 30 de janeiro de 1969, o quarteto e mais o tecladista Billy Preston fizeram um show improvisado na cobertura de um prédio na Savile Row, ao meio-dia.

Naquele prédio, funcionava a Apple Records, o selo da gravadora EMI que publicava os discos da banda. O show ficou conhecido como o Rooftop Concert. A imprensa não foi avisada, mas rapidamente a notícia do show se espalhou e atraiu multidões para a rua e os prédios ao redor. Diante da confusão, a polícia interveio e acabou com a festa.

O prédio (3 Savile Row; metrô Piccadilly Circus ou Oxford Circus) não tem nenhum esquema de visitação do terraço. Resta aos fãs contemplar a fachada do edifício e tentar imaginar como se passou aquele dia tão especial.

A Abbey Road, é claro

A icônica faixa de pedestres que cruza a Abbey Road continua rendendo centenas de cliques todos os dias. Os motoristas que passam por ali já sabem que terão de ser pacientes com as recorrentes peregrinações de fãs. Para chegar, vá de metrô (estação St. John's Wood, linha Jubilee) ou com os ônibus 139 ou 189. 

O Abbey Road Studios não é aberto para visitação, mas tem uma lojinha (com suvenires alusivos não apenas aos Beatles, mas também a outros grupos que já gravaram discos ali, como Oasis e Pink Floyd) e um muro em que é possível escrever uma mensagem.

Ele mantém uma câmera apontada para a faixa de pedestres 24 horas por dia. Isso permite aos interessados darem uma conferida no movimento em tempo real. Alguns avisam os amigos a hora em que vão para lá, para que eles possam acessar o site e vê-los fazendo a travessia.

A loja definitiva: London Beatles Store 

Se você quiser encher a mala de lembrancinhas dos Beatles, este é o lugar. A loja é especializada em todo tipo de artigo da banda de Liverpool: camisetas, chaveiros, broches, bolsas, fotografias, pôsteres, canecas, malas de viagem, artigos para casa e, claro, discos. Alguns artigos são autografados.

A loja fica em 231 Baker Street, metrô Baker Street.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.