Cachoeiras da Furna
Cachoeiras da Furna
PUBLICIDADE

5 pousadas para se hospedar em São Pedro, no interior de São Paulo

Nossa experiência foi na Cachoeiras da Furna, pousada e restaurante a 20 minutos do centro da cidade e ideal para quem quer desconectar; confira o que ela oferece e outras opções

Bruna Toni, O Estado de S. Paulo

21 de fevereiro de 2020 | 04h50

A primeira impressão não é sempre a que fica. Depois de quase 3 horas de estrada, tudo o que se quer é chegar logo na hospedagem. O lugar onde ficamos, porém, não está no centro de São Pedro, mas a 20 minutos dele, num trajeto que inclui trechos de terra batida e pedra que deve ser feito com cautela. Assim, nossa chegada demorou um pouco mais que a dos colegas. Mas a segunda impressão logo se sobrepôs à primeira, assim que descobri que dormiria cercada por natureza, ouvindo apenas o barulho da chuva e sentindo o cheiro da comidinha do jantar servida no salão.

Bem na encosta da Serra do Itaqueri, a Cachoeiras da Furna é uma pousada e restaurante voltada a quem quer desconectar. E exatamente por isso está mais distante do centro, o que aparentemente atrai muitos turistas: em novembro, quando estive por lá, já não havia vagas para o fim do ano e janeiro. São 24 apartamentos básicos (quarto e banheiro), com capacidade para até 5 pessoas e uma varandinha com rede. Há também duas casas, mais isoladas, que podem ser alugadas para grupos entre 6 e 11 pessoas - custam R$ 376 por pessoa (entrada na sexta às 16h e saída no domingo até 16h), com pensão completa.

Na parte externa da pousada, há duas piscinas de água quente (o que pode não ser tão bom no verão), uma área de redes na beira de um lago e os restaurantes, um para os hóspedes e outro aberto ao público geral - o cardápio do almoço é bem interiorano e vale muito a ida até lá mesmo que seja só para almoçar - o buffet sem bebida sai R$ 52 por pessoa no sábado e, no domingo, quando tem costela de chão e pururuca, R$ 55 por pessoa. Também é possível comprar um dos dois pacotes de day use do local: das 8h às 17h, com quatro refeições e uso da piscina incluídos, custa R$ 130 (R$ 50 para crianças até 5 anos; R$ 95, de 6 a 12 anos); das 10h às 17h, sem o café da manhã, sai R$ 100 (R$ 50 para crianças de até 5 anos; R$ 85, de 6 a 12 anos).  

Além disso, o espaço preserva uma trilha de nível mediano de dificuldade (por ser íngreme) que leva à cachoeira que se vê ao fundo na Serra, quando se está estirado rede do quarto. Outro atrativo, pago à parte, é a cavalgada, que pode ser feita por qualquer pessoa, inclusive crianças - têm duração de meia hora a 1h30 e custam desde R$ 30 por pessoa. 

O pacote para o fim de semana, entrando na sexta a partir das 16h e saindo no domingo até 16h, custa desde R$ 449 por pessoa, com pensão completa - crianças até 5 anos não pagam e até 12 anos pagam R$ 224.  Há a opção de meia pensão apenas durante os dias de semana e animais são bem-vindos.

Outras opções de hospedagem

Pousada da Lua

Opção charmosa e ótima para casais, está a 6 km do centro. Tem piscina, hidro, trilha e salão de jogos. Prepara uma noite à luz de velas para os românticos (paga à parte). Diária desde R$ 340 o casal com café; (19) 3481-3221. 

Fonte Colina Verde 

Com 153 apartamentos, é ideal para quem quer movimento e está com crianças: tem 9 piscinas, com toboáguas e cascatas; lago de pesca e quadras poliesportivas. Diária desde R$ 694 o casal, com pensão completa; bit.ly/colinasp.

SPA Jardim da Serra

Localizada no alto da Serra, foca no bem-estar e na saúde: seus pacotes incluem atividades físicas programadas, reeducação alimentar e serviços de estética. Diárias a partir de R$ 290 por pessoa em quarto triplo e pensão completa; bit.ly/serraspa.

Chalés do Thermas 

Tem chalés que recebem de 2 a 6 pessoas e faz parte do grupo Thermas Water Park. Por isso, apesar de ter suas próprias piscinas e outras atrações, suas diárias incluem ingressos para o parque aquático: desde R$ 590 o casal, com café e jantar; bit.ly/chalether

Encontrou algum erro? Entre em contato

PUBLICIDADE

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.