Tandi Veríssimo
Tandi Veríssimo

5 serviços que você não sabe que existem no aeroporto de Guarulhos

O mais novo deles é um coworking, um escritório compartilhado

Da Redação, O Estado de S.Paulo

03 Janeiro 2019 | 05h30

Um espaço compartilhado de trabalho - coworking, no idioma empreendedor - abriu as portas em dezembro no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

O principal aeroporto do País, que durante décadas abrigou uma estrutura acanhada, vem aumentando a variedade de serviços disponíveis em seus terminais nos últimos anos. A seguir, algumas opções que talvez você ainda não tenha descoberto.

Escritório compartilhado

O tal escritório compartilhado, o Urban Cowork Airport, é o primeiro espaço nesse tipo em aeroportos na América do Sul. Tem 70 posições de trabalho, cinco salas de reunião e duas de treinamento, e capacidade para receber até 80 pessoas ao mesmo tempo. Durante o mês de janeiro, até o dia 31, o espaço criou uma promoção para se fazer conhecido: concede 30 minutos de uso gratuito a quem se cadastrar no site http://www.urbanairport.com.br, com direito a café, água, pão de queijo e brigadeiro.

Fora da promoção, os preços para uso do espaço começam em R$ 50 pela primeira hora, mais R$ 40 por hora adicional. A diária, com direito a usar os chuveiros para banho, custa R$ 155 por pessoa.

Onde fica: Terminal 2, no mezanino, acima dos guichês de check-in.

Telefone: 11-2445-2840.

 

Cabines para sono e banho

Por falar em banho, também é possível tomar uma ducha pagando por hora no Fast Sleep Repouso e Banho. O serviço, administrado pela rede hoteleira Slaviero, aluga chuveiros por uma hora ao custo de R$ 48,88 por pessoa - o valor inclui os amenities como shampoo, condicionador, sabonete e toalha. Não é necessário reservar.

A reserva é exigida para usar as cabines para descanso, com camas individuais ou duplas e banheiro com chuveiro - são 65 acomodações em três categorias. A primeira hora custa R$ 125,84 por pessoa, mais R$ 35, em média, por hora adicional.

Onde fica: desembarque do Terminal 2, no piso térreo da Asa D.

Telefone: 11-2445-2356.

 

Lounges para não vips

Você vai mesmo de econômica, mas bem que gastaria um pouco para ter um lounge para chamar de seu durante a espera? O aeroporto de Guarulhos tem três opções de salas que permitem acesso dos não vips - quem não tem cartões de crédito com status superiores, nem uma passagem para a executiva ou a primeira classe - cobrando uma entrada por isso.

O Executive Lounge, no Terminal 3, dentro da área de embarque, cobra entrada de US$ 50 a US$ 70 por pessoa, dependendo do horário; criança até 12 anos paga meia. O preço inclui alimentação e Wi-Fi. O lounge tem chuveiro, mas o banho custa US$ 20, pagos à parte. Telefone: 11-2445-7112.

No Star Alliance Lounge, também dentro da área de embarque do Terminal 3, a tarifa de US$ 70 para entrada inclui, além da alimentação, direito a banho. Telefone: 11-2445-7339.

No Terminal 2, na área externa do Check-in D, acessível a qualquer pessoa - não apenas a quem tem cartão de embarque - o Villa Gru funciona das 7 às 23 horas. O passe diário para uma pessoa custa R$ 115; para duas, R$ 200. Criança até 8 anos paga R$ 57,50. Inclui água, café, lanchinhos rápidos, bebidas não alcoólicas e maleiro. Telefone: 11-2445-2145.

Atenção à pegadinha: os lounges não aceitam pagamentos em dinheiro, apenas em cartões de crédito e débito

 

Beleza de última hora

Não deu tempo de fazer as unhas ou a barba antes de ir ao aeroporto. Ok, acontece. Mas quase sempre sobram aquelas duas horas de espera entre o check-in e o embarque de fato, e dá para aproveitá-las cuidando desses detalhes da aparência. No piso de embarque do Terminal 2, a Barbearia Big Boss cobra a partir de R$ 55 pela barba, e de R$ 65 pelo corte de cabelo. Funciona das 7h às 22h de segunda a sexta-feira; sábado, fecha às 20h e domingo, às 16h. Agende: 11-99972-1884.

O Terminal 3 tem o salão Check-in da Beleza, no mezanino, que funciona das 7h às 22h. O corte de cabelo custa a partir de R$ 100 e a escova, de R$ 65. Agende: 11-2445-7454.

 

Um pouco de burocracia

Sabe o certificado internacional de vacina contra febre amarela que uma lista cada vez maior de países exige dos viajantes? É possível emiti-lo no posto da Anvisa que fica no próprio aeroporto de Guarulhos. Atenção: o posto não aplica a vacina, apenas emite o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) ao viajante que tem em mãos o comprovante de que tomou a vacina com antecedência mínima de 10 dias da viagem em algum posto de saúde, como o Ambulatório do Viajante do hospital Emílio Ribas. O posto é procurado por cerca de 300 passageiros por dia; agendar é indispensável. Você terá de acessar o site viajante.anvisa.gov.br e se cadastrar - no site também é possível pesquisar quais países exigem a vacina contra febre amarela dos turistas brasileiros.

O posto da Anvisa no Terminal de Guarulhos funciona das 8h às 12h e das 13h às 17h. Também emite a segunda via do CIVP para viajantes que alguma vez já tiveram o cadastro no sistema. Fica no piso de desembarque do Terminal 2. Telefone: 11-2445-4435.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.