5 viagens que vão bombar nos próximos anos

O brasileiro nunca viajou tanto. Neste mercado em ebulição estão aparecendo ideias de viagem realmente inovadoras. Veja algumas delas:

Ricardo Freire, O Estado de S.Paulo

01 Abril 2014 | 02h10

Viagens all-snowed. A agente de viagens Luísa Aerosilla sempre teve clientes revoltados com o fato de não nevar em Santiago do Chile em janeiro nem em Nova York em julho. Por isso montou a Viagens Brancas, agência especializada em viagens para a neve.

O destino? Desconhecido até o momento da partida. "O cliente compra o pacote com saída para o sábado xis. Na véspera, nossos técnicos descobrem onde no mundo está realmente nevando. Então, o nosso avião fretado vai para lá".

Volta ao mundo em free shops. Com uma simples passagem de volta ao mundo, a agência paulista FreeShopTour monta roteiros unindo os aeroportos com os melhores free shops do mundo.

"Programamos todos os voos noturnos para que o cliente não gaste nada com hospedagem, podendo investir ainda mais em compras", diz Iva Sales, relações-públicas da agência. O "freeshopturista" chega pela manhã e tem todos os dias livres para compras no duty-free.

Brazilian day na Disney. Se o site de compras coletivas Rato Urbano conseguir vender pelo menos 20 mil ingressos da Disney para o dia 7 de setembro de 2014, o Magic Kingdom ficará fechado exclusivamente para brasileiros.

"Vai ser inesquecível", diz Hugo José Luís Goofy, CEO do Rato Urbano. "Haverá barracas de tapioca, acarajé e churros nas alamedas. Mônica, Cebolinha, Magali e Horácio vão participar da Parada como convidados especiais".

Kid's club network. Todo mundo que pensa em viajar com crianças para lugares como Nova York, Buenos Aires ou Paris fica em dúvida: será que os pequenos vão se divertir? Pensando nisso, um casal de ex-monitores do Club Med criou uma rede de kid's clubs espalhados nas capitais do mundo.

"A mãe e o pai querem passear por Londres, então deixam as crianças no nosso clubinho, que é montado exatamente como num resort brasileiro", explica Mara Gojy, uma das proprietárias.

Manhattal. A primeira micareta brasileira em Manhattan deve acontecer em 2015. "A dificuldade é conciliar as agendas dos artistas", explica Lepo Mortalha, organizador do evento. "Qualquer que seja a data que escolhermos, já haverá turistas brasileiros em número suficiente em Nova York para encher as ruas".

A micareta terá dois circuitos: Dautau, na parte baixa da ilha, e Apitau, em torno na região do Central Park.

(Feliz 1.º de abril e boas viagens para você!)

*Mande a sua pergunta para viagem.estadao@estadao.com

 

Mais conteúdo sobre:
Ricardo Freire

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.