Matt Stroshane
Matt Stroshane

50 anos da Disney, montanhas-russas e mais: o que há de novo em Orlando

Confira as novidades que você vai encontrar no destino na Flórida quando puder ir aos Estados Unidos, de atrações a hotéis abertos desde o início de 2020

Nathalia Molina e e Larissa Burchard, Especiais para o Estadão

28 de julho de 2021 | 08h00

Os Estados Unidos ainda não estão entre os países abertos para brasileiros, mas os fãs de Orlando já podem ficar atentos às novidades do destino para se preparar para uma futura viagem. A celebração dos 50 anos da Disney começa em 1º de outubro e se estende até 2023. Os parques de diversões também programaram atrações desde o começo de 2020, incluindo radicais montanhas-russas na Universal e na SeaWorld. De econômicos a luxuosos, hotéis de diferentes categorias também abriram nessa região da Flórida.

A retomada das viagens em 2021 promete ser especial em Orlando. O Walt Disney World Resort faz 50 anos em 1º de outubro, quando começará a celebraçção de 18 meses no complexo, com shows e atrações novas. Pelos parques, serão espalhadas 50 estátuas douradas de personagens para interação com o público; entre eles, Mickey, Minnie, Donald, Margarida, Pateta e Pluto. No Magic Kingdom, o Castelo da Cinderela ganhará bandeirinhas douradas e enfeites de ouro, como um brasão do 50º aniversário, para receber os visitantes.

Ícone do primeiro parque do complexo, ele será um dos acendidos com um “pó mágico” à noite, como um dos símbolos do Walt Disney World. Nos outros parques, se iluminam a Árvore da Vida, no Animal Kingdom; o Hollywood Tower Hotel, no Hollywood Studios; e os painéis refletores da Spaceship Earth, no Epcot. Essa novidade em cada parque se mantém depois das festividades.

Desde o início da pandemia, SeaWorld, Universal e Disney inauguraram atrações e hotéis (no caso das duas últimas marcas). Mas, fora dos parques da Flórida, também há inaugurações no Icon Park. Confira o que você encontrará de novo em Orlando quando puder ir aos Estados Unidos novamente:

Montanhas-russas no ar e na água

A Universal é famosa pela área de Harry Portter dividida entre seus dois parques. Mas outra saga é o tema do novo brinquedo radical do grupo. A Jurassic World VelociCoaster lança os participantes a uma velocidade de 112 km/h ao lado de velociraptors. A atração radical inclui um voo a 47 metros no ar seguido de uma queda a 80 graus, 12 segundos de sensação de gravidade de zero e uma manobra em espiral de 360 graus centímetros acima da lagoa do Islands of Adventure. Foi em junho deste ano que o parque ganhou a primeira montanha-russa do mundo baseada na franquia de filmes iniciada pelo longa Jurassic Park (1993), dirigido por Steven Spielberg.

Viajantes radicais ainda ganham mais duas montanhas-russas em 2021, nos parques da SeaWorld: Iron Gwazi, no Busch Gardens; e a Ice Breaker, no SeaWorld Orlando. Com quatro arremessos, para frente e para trás, esta última termina com a queda mais íngreme da Flórida, a uma altura de cerca de 28 metros, a um ângulo de 100 graus.

Montanha-russa híbrida mais alta da América do Norte e mais rápida e íngreme do mundo, a Iron Gwazi juntará a tradicional estrutura de madeira com a força do aço. A atração terá quase 63 metros de altura, uma queda a 91 graus e velocidade de até 122 km/h. Inspirada no crocodilo, fará três inversões de sentido e 12 picos com sensação de gravidade zero.

Em abril deste ano, a SeaWorld Parks inaugurou o toboágua de duelo mais alto do mundo, com uma torre de 20 metros, no Aquatica Orlando. A nova atração do parque, chamada de Riptide Race, propõe uma corrida em duas pistas paralelas, que os participantes descem em boias com capacidade para duas pessoas cada.

Novas atrações na Disney, na Universal e na SeaWorld

Na Disney, o pavilhão da França no Epcot será ampliado, com cenários parisienses e a inauguração de La Crêperie de Paris, restaurante de panquecas salgadas feitas com trigo sarraceno (sem glúten), crepes doces e cidra francesa. A diversão ficará por conta de Remy’s Ratatouille Adventure, inspirada na animação Ratatouille, produzida pela Pixar (do grupo Disney). Nessa aventura, os visitantes conhecerão o restaurante Gusteau a partir da perspectiva do ratinho e chef Remy. Tudo isso está previsto para os 50 anos do complexo na Flórida, em outubro de 2021.

Em 4 de março do ano passado, pouco antes do fechamento do Hollywood Studios em decorrência da pandemia, a Disney lançou Mickey and Minnie’s Runaway Railway, que poucos brasileiros tiveram a chance de conhecer. Na atração, primeira com a dupla como protagonista, os visitantes passeiam num trenzinho pelo mundo das animações clássicas de Mickey Mouse, com tecnologia e fantasia.

O Discovery Cove, parque da SeaWorld que lembra uma ilha tropical, lançou a experiência Flamingo Mingle em dezembro de 2020, com a possibilidade de aprender e alimentar os animais rosados.

Desde maio de 2021, Trolls, os protagonistas de Madagascar, Kung Fu Panda e sua turma são algumas das figuras encontradas por crianças e adultos na DreamWorks Destination. Música e fotos com personagens fazem parte dessa experiência interativa no Universal Studios Florida, instalada na área KidZone.

No mesmo parque temático, em junho do ano passado, o show The Bourne Stuntacular passou a levar os visitantes para o mundo de Jason Bourne, personagem principal da série de filmes de ação com espionagem. A atração, com atores ao vivo, junta acrobacias e efeitos especiais.

Datas comemorativas nos parques da Flórida

O Halloween Horror Nights da Universal comemora 30 anos e pela primeira vez traz o cenário assombrado da série da Netflix The Haunting of Hill House. Aparições nas esquinas e cenas da série serão montadas no parque, além de casas assombradas inspiradas nos filmes O Massacre da Serra ElétricaA Noiva de Frankenstein e Os Fantasmas Se Divertem. Ao todo, o evento inclui dez casas assombradas e cinco zonas de susto e vai de 3 de setembro a 31 de outubro.

Nos parques da Disney, por causa do aniversário de 50 anos, novos espetáculos noturnos estão programados. Com música e fogos, o Disney Enchantment, no Magic Kingdom, inclui projeções que se estendem do Castelo da Cinderela até a Main Street, U.S.A.

Pipas tridimensionais de até 9 metros de comprimento, no formato de animais da Disney, como Simba e Baloo, serão empinadas no show KiteTails do Animal Kingdom. No Epcot, Harmonious reúne dança de águas, pirotecnia e clássicos da Disney cantados por 240 artistas do mundo todo em uma dúzia de línguas.

Mais novidades no destino nos Estados Unidos

O ano de 2021 também está cheio de estreias no Icon Park, onde fica a roda-gigante The Wheel, com cápsulas para até seis pessoas. Em janeiro, o complexo ganhou o Museum of Illusions (Museu das Ilusões), com 50 brincadeiras de ilusões de ótica. Os truques usam matemática e ciência para simular mudanças de tamanho e inversões de cabeça para baixo. In The Game, também aberto neste ano, é um espaço interativo com 70 jogos, salas temáticas de escape e experiências de realidade virtual.

Ainda no Icon Park para 2021, estão previstos o Slingshot (estilingue com 91,4 metros de altura) e a Drop Tower (torre de queda livre a cerca de 130 metros do chão, em que os visitantes atingem uma velocidade de 120 km/h). Com mais de 150 lojas, The Mall at Millenia oferece uma sessão gratuita de duas horas de personal stylist. Os consumidores podem agendar um horário online para receber atendimento personalizado para as compras, com entrega das sacolas diretamente no hotel.

Quem se interessa por aventuras espaciais e pelos lançamentos da Nasa pode esticar até o Kennedy Space Center Visitor Complex, em torno de 80 quilômetros distante de Orlando. Lá, além das exposições e atividades interativas, a novidade é o Planet Play, onde crianças de 2 a 12 anos podem brincar numa área temática com os planetas do sistema solar.

Novos hotéis em Orlando

Em 2020, o JW Marriott Orlando Bonnet Creek Resort & Spa já tinha sido inaugurado no meio do ano, com 516 quartos, um spa da marca e terraço. A Universal abriu em dezembro mais um hotel do complexo Endless Summer Resort: o Dockside Inn And Suites. Junto com o Surfside Inn and Suites, aberto em 2019, o complexo de categoria econômica oferece 2,8 mil habitações, de stardard a suítes de dois quartos para até seis pessoas. Nos restaurantes dos hotéis, há pratos informais, na maioria, com preços abaixo de US$ 12. Em relação aos parques do grupo, hóspedes podem entrar antes e têm transporte gratuito de ônibus.

Orlando recebeu em 2021 o primeiro hotel da marca Tryp by Wyndham. Com 98 quartos, restaurante de tapas e área de ginástica, o empreendimento está instalado num prédio da International Drive. Com um bar no rooftop, que porporciona uma visão de 360 graus do destino, o AC Hotel Orlando Downtown é outra inauguração deste ano.

Ainda é esperado para 2021 o Drury Plaza Hotel Orlando Lake Buena Vista, pertinho de Disney Springs, área de entretenimento do complexo. O empreendimento deve entrar em funcionamento em etapas, sendo a primeira com 264 dos 604 quartos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.