Gabriel Pinheiro/Estadão
Gabriel Pinheiro/Estadão

A arte contemporânea de Marfa

De Marfa até Balmorhea, siga pela TX-17N

Gabriel Pinheiro, Estadão

16 Agosto 2016 | 00h40

Em meio a deserto e às montanhas, a pequena cidade é rica em arte contemporânea. Marfa é uma das mais belas surpresas que você vai encontrar nessa viagem. Com apenas 2 mil habitantes, a cidade fica a 158 quilômetros do Big Bend, a cerca de 1 hora e meia do parque nacional. Abriga a Judd Fundation, do artista minimalista Donald Judd, que se mudou de Nova York para Marfa em 1971. Galerias de diversos outros pequenos artistas podem ser vistas na cidade. Algumas obras ficam expostas ao ar livre, como um falso conceito de loja da Prada que atrai diversos curiosos.

Além de ser conhecida pelas artes, a cidade é famosa por um fenômeno chamado Luzes de Marfa. Próximo à Rota 67, a leste da cidade, é possível observar estranhas luzes esféricas no horizonte. Elas piscam sem parar – e sem explicação. Até hoje, sabe-se muito pouco sobre elas, o que abre espaço para as mais diversas teorias: ovnis, extraterrestres… Veja e tire suas próprias conclusões. Gosta de astronomia?

Uma boa dica é ir até Fort Davis, a cerca de 30 minutos de Marfa, e conhecer o Observatório McDonald (desde US$ 8). Com seus enormes telescópios, em uma noite clara é possível observar muitas estrelas e planetas. Compre os ingressos com antecedência pela internet.

Mais conteúdo sobre:
Donald Judd Nova York Rota

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.