A briga para ser a estrela de 2016

Em mais alguns dias, Pequim será o centro das atenções. Londres, sede de 2012, está a todo vapor. E as cidades que concorrem pelos Jogos seguintes, o que estão fazendo? Descubra

O Estado de S.Paulo

24 Junho 2008 | 03h03

A mais bela última colocada Uma Olimpíada só faria bem aos cariocas. Nos planos do comitê organizador, que terá de entregar um dossiê de candidatura em 12 de fevereiro ao Comitê Olímpico Internacional (COI), estão a ampliação da rede de transporte, a revitalização da área portuária e do entorno do Maracanã e a criação de centros esportivos na Barra da Tijuca. Apesar dos planos grandiosos, o Rio precisa acelerar. Entre as finalistas, foi a cidade com a pior avaliação. Recebeu 6,4, somente 0,4 acima da nota de corte. Site:www.rio2016.org.br. Na disputa, a praticidade americana Ninguém duvida da capacidade dos americanos quando o assunto é a habilidade de construir muito em pouco tempo. Terceira colocada na avaliação do COI (com 7 pontos), Chicago já tem uma rede de metrô invejável e farta área verde. Tudo nessa cidade foi planejado e o projeto de desenvolvimento local, de 1909, até hoje é seguido à risca. Os Jogos Olímpicos dariam a Chicago mais visibilidade. Ao contrário das outras concorrentes, a cidade americana é menos cosmopolita e por lá vivem apenas 26 nacionalidades. A seu favor, a localidade conta com projetos de sustentabilidade e moradores fanáticos por esportes: são vendidos cerca de 8 milhões de ingressos por ano para competições. Site: www.chicago2016.org. A (quase) perfeita do Oriente Por enquanto, Tóquio é a favorita na disputa por 2016. Dos 10 pontos possíveis no ranking do Comitê Olímpico Internacional (COI), alcançou 8,3. A pontuação é baseada na avaliação de aspectos como segurança, disponibilidade de hotéis, capacidade para financiamento de obras, opinião pública e legado para a cidade. Além de já ter boa parte da estrutura para a realização dos Jogos, o comitê Tóquio 2016 argumenta que a escolha da cidade iria ''inspirar os futuros líderes do Japão''. Site:www.tokyo2016.or.JP. Madri aposta em esporte e cultura A carta na manga de Madri para conquistar a cobiçada Olimpíada de 2016 é unir esporte e cultura. A cidade aposta no slogan sienta la experiencia (sinta a experiência) e quer convencer o COI de que os Jogos serão um catalisador para o progresso local - e ainda darão ares mais jovens à metrópole. A capital espanhola era candidata também em 2012, mas perdeu para Londres. Agora, vai investir pesado em projetos para melhorar a infra-estrutura e desenvolver programas de sustentabilidade nas áreas verdes. A cidade é bem cotada e alcançou a segunda colocação na avaliação do COI, com 8,1 pontos de 10 possíveis. Site: www.madrid2016.es.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.