A mais desejada do pedaço

Minha única reclamação a respeito da ilha de Hvar é que a pessoa que alugava fuscas conversíveis sumiu. Maldade. O barco chegou e logo enxerguei a frota dos tais carros, lisergicamente coloridos. Fuscas tangerina, verde-menta, azul-celeste, pink, petróleo, vermelho-tomate, amarelo-periquito, uva e lavanda, este talvez para homenagear os campos da flor no interior da ilha.

HVAR, O Estado de S.Paulo

22 Julho 2014 | 02h06

E ninguém para atender. Em todo caso, era primavera. No verão, a empresa, Bota (bota-vrboska.com), funciona diariamente.

Hvar é a ilha mais desejada da Croácia e uma das mais populares do Adriático. Maior referência festeira do país, tem construções históricas de 500 anos e permite pedaladas fáceis pelas praias da Cidade de Hvar. E ainda o extenso interior silencioso e a saída dos barcos-táxi até as 21 Ilhas Pakleni, onde há mais festa. Na Ilha de Marinkovac, a Praia de Stipanska abriga a ampla estrutura do clube Carpe Diem, onde a farra vai até setembro. Barcos chegam lá em 15 minutos.

Quem está em grupo pode se juntar ao enxame de veleiros e lanchas que exploram o arquipélago. Cinco pessoas podem dividir a diária de uma pequena lancha aberta (€ 180 ou R$ 540), e oito, o passeio de duas horas pelas Ilhas Pakleni e pela Ilha de Vis (€ 600 ou R$ 1,8 mil).

Para ficar pela Cidade de Hvar, no canto oeste da ilha, alugar a boa e velha bike é a melhor opção. Saindo da praça principal, Santo Estevão, há um caminho litorâneo à esquerda e outro à direita. Os dois, que tomam cerca de 20 minutos cada, percorrem, somados, quatro praias e toda uma atmosfera O Carteiro e o Poeta (filmado em ilha da vizinha Itália).

Aproveite restaurantes a céu aberto, lindas vielas e curta atrações históricas como o Teatro da Renascença (de 1612) e a Fortaleza Veneziana (1551), que pede uma subida íngreme de cerca de 20 minutos em troca da melhor vista panorâmica local.

Para percorrer toda a ilha de Hvar, com poucos quilômetros de largura, mas 68 de extensão, carros e scooters são a pedida. Ao dirigir, visite a Cidade Antiga, fundada pelos gregos em 400 a.C.. Depois, perca-se entre povoados, oliveiras, enseadas e campos de lavanda do interior. Na volta, visite a vinícola Bastijana (bastijana.hr) para uma prova de vinhos.

Ah, sim, as festas. O mencionado Carpe Diem (carpe-diem-hvar.com) tem outra unidade em Hvar. Mais opções são o noturno Veneranda (Sumica bb, 21450) e o diurno Hula-Hula (hulahulahvar.com), com festas eletrônicas ao pôr do sol e pela manhã. / T.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.