ABC do paraíso caribenho, sem turbulência

As ilhas localizadas fora da rota de furacões têm agenda esportiva e cultural caprichada

FÁBIO VENDRAME , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

23 Maio 2013 | 02h12

Muita gente fica na dúvida: vale a pena ir ao Caribe em julho? Não é época de furacões? Pois é. A temporada de tormentas costuma pegar de 1.º de junho a 30 de novembro. Mas isso não impede que o arquipélago continue concorridíssimo.

Aruba, Bonaire e Curaçau, o ABC caribenho, estão fora da temida rota - tal como Los Roques e Isla Margarita, na Venezuela, Cartagena e Islas del Rosario, na Colômbia.

Confira o que o aguarda nesse abençoado ABC caribenho:

Aruba. De 7 a 15 de junho, a ilha celebra o Festival Internacional de Piano (arubapianofestival.com). Na primeira semana de julho, de 2 a 9, entra em cena o Hi-Winds Tournament (hiwindsaruba.com), competição de kite e windsurfe. Em agosto, o golfe movimenta os campos locais em um torneio semiprofissional com jogadores de diferentes países.

Bonaire. De 11 a 16 de junho haverá a primeira semana dedicada ao kite surfe, modalidade da moda. De 13 a 16, tem o Dance and Music Explosion, evento promovido por duas escolas de dança em que há clínicas e apresentações de ritmos como bachata, zouk, kizomba, salsa e até axé (clubfiera.com e zumbabonaire.com). Em 7 de julho, o Dia da Arte agita o Wilhelmina Park. E, de 2 a 4 de agosto, rola o Bonaire Jazz Festival (facebook.com/bonairejazz).

Curaçau. A Festa da Lua Cheia será na sexta-feira, 28 de junho, a partir das 22 horas, na Praia Kokomo (tinyurl.com/luacuracau). No sábado seguinte terá vez o Amnesia Beach Festival, sob o lema "love, respect, dance". E, no início de agosto, a ilha celebra o Endless Summer Sports Festival (endlesssummerfestival.wordpress.com).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.