Acampamento com generosas doses de luxo

Esqueça o banho frio e o saco de dormir para ficar perto da natureza. [br]'Glampings' têm até calefação, lareira e ar-condicionado na barraca

Mônica Cardoso, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2010 | 02h31

Ficar bem perto da natureza é o grande atrativo de acampar. Mas nem todo turista tem disposição para o improviso característico desse tipo de hospedagem. De olho no público mais exigente, alguns campings decidiram incrementar as instalações. Oferecem tendas com calefação ou ar-condicionado, banheiras de hidromassagem, internet e refeições preparadas por chefs. Criaram, desta forma, o conceito de glamping, mistura de camping com glamour.

Tudo isso sem perder o lado aventureiro, claro. Confira opções em quatro continentes.

Patagonia Camp, Chile

patagoniacamp.com

Das janelas da yurt, o hóspede avista o Lago Toro e as montanhas-símbolo do Parque Torres del Paine. Inspiradas nas tendas dos povos nômades da Mongólia, as barracas feitas de madeira, em formato circular, são cobertas por uma lona resistente ao frio e à chuva. A claraboia no teto permite observar o céu estrelado. No restaurante, os pratos incorporam ingredientes locais, como truta e centolla - um caranguejo gigante típico de águas frias - às receitas internacionais. Para beber, os bons vinhos chilenos.

Durante o dia, as atividades incluem cavalgadas e caminhadas até as geleiras do Lago Grey. O pacote de três noites em acomodação dupla sai por a partir de US$ 1.140 (R$ 1.933) por pessoa, com refeições.

Kirawira, Tanzânia

serenahotels.com/

serenakirawira

Como a saída para o safári é sempre marcada para as primeiras horas da manhã, ficar hospedado na savana ajuda a entrar no clima. O Kirawira Luxury Tented Camp está na borda do Parque Nacional Serengeti, na Tanzânia, hábitat de leões, antílopes, girafas e zebras. E estrategicamente localizado no caminho por onde passa a migração anual dos gnus, entre julho e outubro. As 25 tendas são elegantemente decoradas com mobiliário antigo de mogno, em estilo vitoriano, e amplas varandas. O camping tem piscina e, no jantar ao ar livre, dançarinos da tribo masai se apresentam em volta da fogueira. Diária all inclusive para casal, desde US$ 805 (R$ 1.365).

Paperbark, Austrália

paperbarkcamp.com.au

Mata ou praia? O Paperbark Camp, encravado na Baía Jervis, combina os dois. No Parque Nacional Booderee, o atrativo são as trilhas - não é raro encontrar cangurus pelo caminho. Já as praias, com a areia mais branquinha do mundo, segundo o Guinness Book, são ideais para mergulho e surf. Para explorar as redondezas, experimente as bicicletas e canoas emprestadas pelo camping. As 12 tendas são equipadas com móveis de madeira e bambu, banheiras ao ar livre e varandas para observar incontáveis espécies de pássaros. O restaurante fica na copa dos eucaliptos. Diárias para casal a partir de 350 dólares australianos (R$ 575), com refeições.

Whitepod, Suíça

whitepod.com/wpod

Em formato de iglus, as tendas ficam a quase 2 mil metros de altitude nos Alpes suíços. O espaço usa materiais reciclados e não há energia elétrica - somente lareira e luz de velas, que resultam em um clima acolhedor. O cenário branco é perfeito para a prática de esqui e passeios nos trenós puxados por cães. O restaurante oferece deliciosos pratos locais, como fondues de queijo. Diárias a partir de 280 (R$ 647) para casal, sem refeições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.