Aliado turístico para levar na carteira

Em tempos de dólar oscilante, usar o cartão de crédito no exterior vira loteria - a cotação da moeda americana no dia do fechamento da fatura pode transformar aqueles gastos feitos tão despreocupadamente durante as férias em uma dívida maior do que você planejava pagar.

O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2011 | 03h07

Se não é o melhor momento para se jogar nas compras pelo mundo com o plástico em mãos, vale a pena saber que o cartão de crédito pode ser usado de outras formas para beneficiar o viajante. O segredo é aproveitar vantagens que você tem e nem sabe. O pagamento da anuidade dá direito a facilidades que, na ponta do lápis, representam economia.

A primeira dica é: se ainda não fez isso, estude o programa de pontos do seu cartão de crédito (algumas bandeiras exigem cadastro prévio). Os bônus acumulados podem ser trocados por milhas aéreas, diárias de hotel, locação de carro e até por um pacote de viagem gratuito para um acompanhante.

Apólices. Antes de comprar qualquer seguro, confira as apólices contempladas no seu cartão. O Diners inclui um seguro viagem com cobertura de até R$ 150 mil e o American Express, de R$ 75 mil. Visa e MasterCard têm coberturas por morte e acidentes graves desde os cartões mais básicos. Clientes com status superiores contam com reembolso de despesas médicas, seguro para o carro alugado e verba para compras se a mala for extraviada.

Vip. Contra o aperto no aeroporto, nada como os sofás e as comidinhas de uma sala vip. Confira antes de sair de casa: pode ser que o cartão de crédito garanta o seu acesso a um lounge. Quem tem um MasterCard Black fica isento das taxas de admissão para se associar ao Priority Pass (prioritypass.com) e ter acesso a 600 lounges. Diners e American Express têm salas próprias - e fornecem transporte ao aeroporto.

Disque. Informações prévias sobre o destino estão à disposição de quase todos os clientes de cartões. E a assistência por telefone pode se transformar em concierge para os mais gabaritados. Quanto maior a anuidade, mais mimos: de equipe para planejar todos os detalhes das férias a cuidados com o pet que fica em casa em uma viagem de última hora.

Deu errado. O voo foi cancelado? A mala não chegou? Em muitos países, as companhias aéreas até são obrigadas a pagar hotel, alimentação e kit de sobrevivência - o que costuma render longas discussões entre viajantes prejudicados e empresa. Visa, MasterCard e Diners garantem um valor para cobrir tais despesas.

Até de graça. Graças a parcerias com empresas aéreas, MasterCard e Diners oferecem descontos sazonais em passagens. Pontos acumulados no MasterCard podem ser trocados por pacotes turísticos da TAM Viagens, com direito a gratuidade para o acompanhante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.