Camila Anauate/Estadão
Camila Anauate/Estadão

Alter do Chão

Águas cristalinas à beira da floresta

Felipe Mortara, O Estado de S. Paulo

16 Dezembro 2014 | 03h00

Praia, sol e sal. Só que não. Tire só a parte do sal, porque Alter do Chão e suas águas doces e cristalinas nada deve a destinos badalados à beira-mar. O balneário paraense, a 38 quilômetros de Santarém, alia descanso praieiro aos mistérios da floresta. 

Em tempos de litoral abarrotado e caro, Alter do Chão surge como uma opção descolada para o réveillon, com festas mais caprichadas a cada ano, porém sem muvuca em excesso. Em setembro, a tradicional Festa do Sairé atrai visitantes de todo o Pará para dançar e celebrar por uma semana, em uma colorida mistura de elementos sagrados e profanos. 

Aos poucos, a infraestrutura turística aumenta e se sofistica. Pousadinhas aconchegantes, com algum conforto e ar-condicionado para driblar o calorão úmido, vão se espalhando pela orla. De agosto a janeiro, a vazante do Rio Tapajós traz à tona praias de areias brancas e águas translúcidas. 

Entre elas, o banco de areia da Ilha do Amor. O cartão-postal com prazo de validade (fica quase submerso de fevereiro a agosto) é acessível da orla por canoa ou a pé, no auge da seca. De segunda à sexta-feira, a tranquilidade é garantida; nos fins de semana, os quiosques podem ficar lotados. Para a melhor vista do pôr do sol, rume à Ponta do Cururu. 

Também na categoria logo ao lado, o Lago Verde e a Floresta Encantada são obrigatórios. Na seca, o lago se forma entre bancos de areia, pelos quais se margeia a mata caminhando para avistar macacos, tatus e cotias. Durante a cheia, período que coincide com a reprodução das aves, é possível navegar próximo às copas das árvores. A água é tão transparente que as plantas continuam fazendo fotossíntese, mesmo submersas. 

Além das águas, a mata que emoldura o Tapajós é outro destaque. O passeio à Floresta Nacional do Tapajós (Flona) dura dois dias, com paradas em prainhas escondidas e refeições e pernoite em comunidades ribeirinhas. No site da prefeitura de Santarém (santarem.pa.gov.br) há contatos de hotéis e agências da região.

Mais conteúdo sobre:
Pará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.