Christo Anestev/Pixabay
Christo Anestev/Pixabay

Ama tiramisù? Copa do mundo elegerá o melhor do Brasil

Fase eliminatória do torneio ocorrerá em Curitiba no dia 22 de novembro e escolherá 20 receitas entre as que foram enviadas por confeiteiros amadores pela internet

Luciana Ribeiro, ANSA

10 de novembro de 2019 | 09h00

Biscoito, queijo mascarpone, ovos, café, cacau em pó e açúcar: essa é a receita do tiramisù, uma das sobremesas italianas mais amadas do mundo. No dia 22 deste mês, o doce será tema de uma competição internacional que vai desafiar os confeiteiros amadores do Brasil. Trata-se da Copa do Mundo de Tiramisù, que realizará em Curitiba sua etapa eliminatória para a América do Sul. É a primeira vez que essa fase do torneio será feita no Brasil.

Durante o período de inscrição, que terminou no dia 5 de novembro, os candidatos enviaram suas receitas do doce pelo site do evento. Vinte confeiteiros serão escolhidos para preparar a versão clássica do tiramisù (com somente os seis ingredientes originais, que serão fornecidos pelos organizadores) na unidade de gastronomia do Centro Europeu, na capital paranaense. As sobremesas participantes serão avaliadas por especialistas brasileiros, além dos dois campeões da Tiramisù World Cup 2019, vindos da Itália.

A decisão levará em conta aspectos como execução, aparência, sabor e harmonia, intensidade no paladar e equilíbrio da montagem. Os confeiteiros que produzirem os dois melhores doces estarão automaticamente classificados para a seleção nacional da Copa do Mundo de Tiramisù, em julho de 2020, também em Curitiba. Além disso, o primeiro colocado ganhará um curso de confeitaria no Centro Europeu.

Os participantes que não passarem nesta pré-seleção poderão tentar uma vaga, inscrevendo sua receita, novamente no ano que vem, quando acontecerá a etapa oficial para escolher as duas melhores sobremesas: uma clássica e uma criativa. Os dois vencedores vão viajar para Treviso, onde disputarão o mundial em novembro de 2020.

Sobremesa chegou ao Brasil com os imigrantes

O nome do famoso doce provém da expressão em italiano "tirami sù", que significa algo como "puxe-me para cima" ou "levante-me". Diversas regiões da Itália se consideram criadoras da sobremesa. Recentemente, o Vêneto iniciou uma batalha contra Friuli Veneza Giulia para disputar a autoria do tiramisù. 

Entre as muitas histórias de seu surgimento, há uma que diz que o doce foi criado em um orfanato de uma pequena cidade italiana com a intenção de dar energia às crianças do local. A receita chegou ao Brasil com os imigrantes e precisou ser adaptada pela dificuldade em se encontrar alguns ingredientes, como o queijo mascarpone. 

Assim como ocorreu com outros pratos da culinária italiana, o tiramisù foi bem assimilado no Brasil. Tanto é que a escolha do País como sede para a competição se deu pela quantidade de pesquisas pelo termo "tiramisù" na internet. E a escolha de Curitiba foi motivada pela numerosa colônia italiana presente naquele Estado e em toda a região Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.