Mônica Nóbrega/Estadão
Mônica Nóbrega/Estadão

Onde Toronto reúne restaurante, lojas e arte

Há 14 anos o Distillery District é uma das vanguardas de Toronto e seus estabelecimentos ocupam 47 prédios vitorianos

Sandra Regina Carvalho, O Estado de S. Paulo

06 Junho 2017 | 04h30

Faz 14 anos que o Distillery District é uma das vanguardas de Toronto. O complexo de restaurantes, cafés, chocolateria, lojas e espaços artísticos ocupa 47 prédios vitorianos construídos em 1832 para abrigar a antiga Gooderham & Worts Distillery, uma fábrica de bebidas que foi, no século 19, a maior destilaria do mundo. Abandonada por mais de uma década a partir de 1990, quando encerrou as atividades, a fábrica foi reformada e reabriu em 2003 como espaço de artes, entretenimento e gastronomia. 

O Distillery District fica a leste do centro de Toronto, a 15 minutos de caminhada do Mercado St. Lawrence. As ruas são de paralelepípedos como antigamente, proibidas para carros, e você pode passear por elas a pé, de bicicleta ou de segway – 44,90 dólares canadenses, com taxas, pelo tour guiado de 30 minutos na Go Tours Canada

Vale gastar ao menos uma tarde inteira por ali. Chegue para almoçar ou fique para jantar no delicioso Cluny Bistrot, lindo na decoração e delicioso no cardápio; nos fins de semana, o restaurante serve brunch até as 16 horas. Você não vai se arrepender de passar pelo charmoso Balzac’s Coffee, marca original da canadense Stratford, a cidade onde nasceu o cantor Justin Bieber. O café é excelente. 

Parada deliciosa também é a chocolateria Soma. Além dos chocolates fabricados com cacau vindo de diferentes partes do mundo, o chocolate quente é uma experiência sensorial memorável. E não é que fomos servidos por um brasileiro? 

Para não negar as origens alcoólicas, funcionam no local a cervejaria Mill Street Brewery e a fabricante de saquê Izumi. Esta começou a funcionar em 2011 com a assistência da Miyasaka Brewing Co., cuja operação no Japão data dos anos 1600. As duas oferecem degustação. 

MAIS: No Canadá, parques e jardins coloridos no verão

Mais conteúdo sobre:
Canadá Toronto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.