Rodrigo Burgarelli/Estadão
Rodrigo Burgarelli/Estadão

Ares de Miami nas areias de Aruba

Mais cosmopolita das praias da ilha, Palm Beach remete à capital da Flórida

Rodrigo Burgarelli / ORANJESTAD, O Estado de S. Paulo

07 Julho 2015 | 01h02

A praia mais concorrida de Aruba atende pelo nome de Palm Beach. É ali que se concentra a grande maioria de resorts e hotéis verticais da ilha – e de norte-americanos. Eles correspondem a mais da metade dos 1,5 milhão de visitantes que passaram por Aruba em 2014. Não é por acaso que, muitas vezes, a faixa de areia mais parece um trecho de Miami.

O perfil predominante são famílias com crianças e casais de idosos, que passam dias esparramados nas espreguiçadeiras na beira da praia, mas há também grupos de jovens solteiros de olho nas baladas incessantes da ilha.

Ali, é possível encontrar quartos por preços entre US$ 100 e US$ 200 a diária, para dois, e banhar-se em águas calmas, enquanto aproveita a imensa oferta de opções de lazer, quiosques e restaurantes. Os cassinos também ficam na região, normalmente dentro dos hotéis.

Nas ruas do bairro, não faltam lojas de souvenir voltadas para esse público – como camisas de time de beisebol e futebol americano com “Aruba” bordado em algum lugar. Encontrar algo similar do nosso soccer é bem mais difícil. Para compensar, há shoppings de todo o tipo – se jogue.

Se quiser escapar da muvuca, Arashi, a 10 minutos de carro de lá, tem menos gente, profundidade perfeita para banhistas e praticantes de snorkel. Mas falta a infraestrutura de Palm Beach: leve água e petiscos para aproveitar o local.

Com hotéis mais baixos e menor densidade demográfica, Eagle Beach, ali pertinho, também tem boa infraestrutura – é possível se locomover entre ambas em ônibus de linha (confira horários em oesta.do/busaruba). A maioria dos hotéis e resorts dessa área tem acesso direto à praia, restaurantes e bares perto do mar e tendas que oferecem pacotes com passeios de barco, mergulho e outros esportes náuticos.

Uma das opções mais interessantes (e tradicionais) ali é o parasail, espécie de paraquedas amarrado na ponta do barco que, aos poucos, revela um visual deslumbrante do mar caribenho. Do alto, é possível ver até tartarugas-marinhas nadando pela costa. 

Mais conteúdo sobre:
Aruba Viagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.