Arquitetura duvidosa, risadas garantidas

Passe uma noite diferente dentro de uma bota ou numa tenda apache

O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2008 | 02h49

O gosto arquitetônico é duvidoso. Mas a diária desses hotéis inclui uma boa dose de risadas. Seja para atrair aficionados por um tema específico - como cães da raça beagle, por exemplo - ou apenas para causar impacto, alguns hoteleiros criaram empreendimentos únicos. Ou você já ouviu falar em camas adaptadas em tubos de concreto ou dentro de uma enorme bota? Confira algumas dessas, digamos, inovações do setor. DENTRO DE UM CÃO O bed and breakfast Dog Bark Parkinn, em Cottonwood (Estados Unidos), oferece pernoites no "maior beagle do mundo". Gostou? Então, reserve com antecedência. Isso porque um único quarto - igualmente temático - foi montado no estômago de Sweet Willy, cachorro malhado com 4 metros de altura, feito de madeira. Há, também, uma loja no local, onde são vendidas esculturas de cachorros de diferentes raças. Passar a noite no Sweet Willy custa US$ 92 (R$ 176,69) para o casal. Mais informações: www.dogbarkparkinn.com. INDÍGENAS Se você assistiu ao filme Carros (2006) e achou uma graça o hotel em forma de cone, saiba que o Motel Wigman serviu de inspiração para os produtores da Pixar. A inusitada hospedaria, com quartos em formato de tendas apaches, fica na lendária Rota 66 (leia mais na página 10), nos Estados Unidos. O Wigmam tem dois endereços na estrada - em Holbrook, no Arizona, e em Rialto, já na Califórnia - e outro fora dela, em Cave City, no Estado de Kentucky. Site: www.wigwammotel.com. SEM APERTO Imagine como pode ser romântico passar o fim de semana nas montanhas da Nova Zelândia em um chalé com o formato de... uma bota. Isso mesmo: o The Boot parece ter saído de um conto de fadas. Seu único quarto é equipado com lareira e os hóspedes podem pedir vinho e chocolate - perfeito para casais. Ao contrário do que parece, a acomodação é espaçosa o suficiente para não apertar o calo de ninguém. Uma noite nesse inusitado bed and breakfast custa 200 dólares neozelandeses (R$ 258,08) para o casal. Mais informações: www.theboot.co.nz. PELO CANO A expressão popular "entrar pelo cano" ganha outro sentido no Das Park Hotel, em Ottensheim, na Áustria. Às margens do Rio Danúbio, os quartos foram montados dentro de tubos de concreto, cada um com mais de 9 toneladas. A acomodação pode parecer uma verdadeira tortura para os claustrofóbicos - o espaço interno só é suficiente para cama e abajur (ficar de pé no tubo está no rol das coisas muito difíceis). Outra desvantagem: o banheiro fica fora do quarto. O preço, por sua vez, é convidativo. Você paga quanto puder (ou quiser) pela diária. Mais informações: www.dasparkhotel.net. À MODA ANTIGA Inaugurada em 1892, a Estação Ferroviária de Petworth, em West Sussex (Reino Unido), foi restaurada e virou um hotel luxuoso. Símbolos da pujança do império britânico, quatro vagões usados nos trilhos do famoso Expresso do Oriente se transformaram em oito requintadas suítes, que complementam os quartos da estação. As diárias no Old Rail Station saem por a partir de 150 libras esterlinas (R$ 510,32). Informações: www.old-station.co.uk.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.