Bate-volta aéreo no carnaval

Nosso mochilão: Barcelona, Paris, Amsterdã, Berlim, Munique, Praga, Budapeste, Hvar e Split em 30 dias. Dá? (Bianca, São Paulo)

RICARDO , FREIRE, O Estado de S.Paulo

31 Janeiro 2012 | 03h10

Cada deslocamento significa um dia perdido e um gasto desproporcional na rubrica transporte. Sem falar que os trens do leste são lentos. Eu deixaria a Croácia para a próxima e limaria Budapeste. Voaria a Praga e seguiria de trem a Munique, Berlim, Amsterdã e Paris. Voaria a Barcelona e de lá ao Brasil.

A Disneylândia de Paris é como a Disney World em Orlando? Tem algum macete que eu deva saber? (Denio, São Paulo)

O parque é menor, mas a magia Disney encanta do mesmo jeito. O ingresso mais barato é o Francilien, que precisa ser comprado com cinco dias de antecedência em fnacspectacles.com. Assinale "France" como país e use 0 endereço do seu hotel. Passe numa loja Fnac em Paris para retirar os ingressos.

Não existe melhor época do ano para descansar em São Paulo que o carnaval. Trânsito fluido, restaurantes sem fila, muito cinema, ponte aérea baratíssima... Ops: eu disse ponte aérea baratíssima? Pois é. Saiba que no domingo e na segunda de carnaval dá para ir ao Rio e voltar pagando só um pouco mais do que os táxis a Congonhas. Na quinta passada, Gol e TAM ofereciam o trecho mais caro da aviação brasileira por R$ 130 ida e volta, mais taxas. Perfeito para curtir um dia de carnaval de rua, levando só o RG e o dinheiro da cerveja e do cachorro quente. Tentado? Domingo é o dia do Cordão do Boitatá, que no fim da manhã se instala na Praça 15, pertinho do Santos Dumont...

* Acompanhe o caminho do colunista em viajenaviagem.com. Esta semana Ricardo Freire está em São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.