Belezas do oceano em outra perspectiva

Como poucos povos pelo mundo, o brasileiro encara o verão como sinônimo de praia. Só que boa parte dos viajantes do País, hoje, deseja mais do que apenas estender a canga na areia. Além de voltar para casa com um belo bronzeado, agora também queremos ver o mar de outros ângulos.

FLAVIA PERIN , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2011 | 03h08

O mergulho foi a atividade mais citada em uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) e pelo Ministério do Turismo no ano passado. Nada menos que 70% dos entrevistados têm interesse na vida subaquática - o kitesurfe aparece com 38% e o windsurfe, com 35%.

Com a volta dos dias quentes, a hora é boa para planejar a viagem à praia. E, quem sabe incluir uma destas atividades no roteiro. Que tal começar a mergulhar em um dos destinos mais cobiçados da costa nacional?

Bahia. Preservado como Parque Nacional Marinho, o arquipélago de Abrolhos (abrolhos.net) guarda imensa diversidade de fauna submarina e figura entre os destinos preferidos de quem está acostumado a desbravar o fundo do oceano.

Inexperientes podem realizar ali o chamado mergulho de batismo, feito em costões próximos ao arquipélago e alcançando profundidade média de 8 metros. Turistas credenciados podem ir mais além, até 28 metros abaixo do nível do mar para alcançar embarcações naufragadas.

Outra modalidade apreciada pelos entendidos é o mergulho em "chapeirões", formações típicas dali, com colunas em formato de cogumelos que formam galerias e corredores de até 25 metros de profundidade.

Você é mais um dos que sonham em mergulhar? Comece elegendo os

melhores destinos para

a atividade subaquática

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.