Bento Gonçalves: é hora da colheita

Colonizada por italianos, a cidade gaúcha mantém costumes europeus

Adriana Moreira, O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2009 | 02h14

. Verão. A estação mais quente do ano pode não ser a preferida para tomar vinho. Mas é nesta época que ocorre a vindima, a festa da colheita das uvas. Em Bento Gonçalves, na região do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, algumas vinícolas abrem seus parreirais e deixam os turistas ajudarem na colheita. E a farra já começou. Na Casa Valduga (0--54-2105-3154), por exemplo, a programação ocorre aos sábados, até o começo de abril. Custa R$ 220, com café da manhã ou jantar sob os parreirais. Outra que abre suas portas para a tradição é a Pizzato (0--54-3459- 1155). Custa R$ 120, com almoço ou jantar incluído.   SOB AS UVAS - Na Casa Valduga, o jantar é debaixo das parreiras   Como antigamente. Algumas, inclusive, revivem um hábito dos antigos produtores italianos: pisar nas uvas, em imensos tachos, para tirar delas o máximo de suco possível. Hoje em dia, os vinhos são produzidos com técnicas apuradas e não há espaço para tal ritual. Mas que a experiência é divertida, isso é. Italianíssima. Colonizada por imigrantes italianos, que chegaram à região no início do século 20, Bento Gonçalves ainda conserva muitas das tradições trazidas pelos primeiros moradores. Além da vindima, quem visita a cidade encontra muita polenta, capelete in brodo (sopa de capelete) e muita massa. Isso sem falar nas casas construídas pelos próprios imigrantes, conservadas na rota conhecida como Caminhos de Pedra. Vinho na torneira. Além da vindima, o início do ano traz para Bento Gonçalves outra festa tradicional: a Fenavinho, que começa dia 30 e vai até 24 de fevereiro. Expositores especializados participam do evento e oferecem degustação e cursos, mas há ainda shows e encenações temáticas. Enquanto isso, no centro da cidade, as torneiras jorram vinho, diretamente para o copo dos turistas. Há alguns anos, para organizar a folia, a prefeitura criou quiosques, responsáveis por distribuir a bebida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.