Bloemfontein, pit stop seguro

Capital judiciária não é ponto turístico, mas conta com infraestrutura razoável para uma parada

Daniel Brito, Especial para O Estado

15 Dezembro 2009 | 02h15

Responda rápido: qual é a capital da África do Sul? Errou quem disse Johannesburgo. A cidade é o coração financeiro do país. Ponto. Quem respondeu Pretória acertou, mas não ganha nota 10. Essa vai para quem se lembrou também de Bloemfontein e Cidade do Cabo. Sim, Bloemfontein é capital da África do Sul - o Poder Judiciário tem como sede essa pequenina localidade. E o Legislativo, a Cidade do Cabo.

Pinguins no Bayworld Museum

VEJA TAMBÉM:
Com vocês, a seleção titular
Roteiro canarinho
Jo\'burg, a São Paulo deles
Praia no resort e aventura na savana
\'Inglesa do interior\' vai virar megalópole
Nelspruit é a portaria do safári
Tribos e cavernas na cidade dos baobás
Mar e sol? Vá para Durban

História e lazer em Port Elizabeth

 

Cidade do Cabo e da esperança

Deliciosa rota dos vinhos
Kruger, um exagero
Aproveite para dar uma esticadinha

Bloemfontein não conta com mais que 500 mil habitantes (brancos são maioria), um aeroporto simples e uma rodoviária minúscula. É limpa, organizada e segura. O local era reduto dos bôeres, colonizadores holandeses, e foi capital do antigo Orange Free State, numa referência à cor da monarquia holandesa. Agora, claro, depois de tanto tempo, Free State já está de bom tamanho.

O nome da capital judiciária, em africâner, idioma usado pelos bôeres, significa fonte das flores. Foi exatamente lá que nasceu JRR Tolkien, em 1892, autor do consagrado O Senhor dos Anéis.

 

ONDE FICAR

A cidade não é exatamente um destino turístico. Serve mais como ponto de parada para quem viaja de carro desde o litoral sul do país em direção a Johannesburgo. Ou vice-versa. Talvez por isso, a rede hoteleira reserve um razoável número de pensões baratas. Na Avenida Andries Pretorius, há um bed & breakfast, o B&B @ 53, que hospeda turistas em antigos trailers que não podem mais sair do lugar. Uma noite custa o equivalente a R$ 40. Já o Protea Hotel (www.proteahotels.com) é um cinco-estrelas muito elogiado pela qualidade dos serviço.

COMPRAS

Em Bloemfontein você não vai encontrar mais que dois shoppings. Mas há um, anexo ao estádio Free State Stadium, de onde é possível sair diretamente no portão de acesso ao campo de jogo. O outro centro comercial fica bem perto de um hotel de luxo.

MUST SEE

Já que você está na simpática cidadezinha, que tal dar uma esticada até o Lesoto? Sim, a capital, Maseru, fica a menos de 60 quilômetros de Bloemfontein. Lembre-se de tirar o visto com antecedência. O país de 30 mil quilômetros quadrados e 2,1 milhões de habitantes se autodenomina o Reino no Céu. Longe de ser o paraíso, o apelido é por causa da altitude acima de 1.000 metros em relação ao nível do mar. Faz muito frio no Lesoto - entre junho e julho, é grande a probabilidade de praticar esqui nas montanhas. Oportunidade única para quem gosta do esporte.

ESTÁDIO

Graças a um volumoso contrato de publicidade o Free State Stadium será chamado de Vodacom. Com capacidade para 45 mil pessoas, o estádio está pronto desde junho. Nesta Copa do Mundo, a população de Bloemfontein vai ter a oportunidade de assistir in loco o time da casa em ação. Os três jogos restantes não são tão bons assim: Japão x Coreia do Sul (dia 14), Eslováquia x Suíça (20), África do Sul x França (22) e Honduras x Suíça (25).

Bloemfontein: www.bloemfontein.co.za

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.