Boemia e samba de primeira na Lapa

Siga para lá se quiser uma noitada democrática e muito divertida

ADRIANA MOREIRA, O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2008 | 01h03

Santa Teresa e Lapa não estão unidas apenas pelos trilhos do simpático bondinho que corta os arcos mais famosos da região levando moradores e turistas por R$ 0,60. A noite na Lapa é tão democrática quanto o vaivém das ruas de Santa Teresa. Perto do Largo da Lapa, o funk toca alto, às vezes misturado a samba e axé. As barraquinhas, que vendem caipirinha no clima de Porto Seguro, encantam os gringos vermelhos do sol e do álcool, e garantem a animação dos cariocas. Vez ou outra, um vendedor passa oferecendo uma dose de tequila a R$ 5.Do lado de lá dos arcos, o bairro ganha ares de Vila Madalena - inclusive no trânsito pesado da sexta-feira à noite, na dificuldade para estacionar e no assédio dos flanelinhas. A principal diferença é que, mesmo nos bares mais disputados, não é difícil encontrar mesa, como no Botequim Informal, que nasceu no Leblon e há alguns anos chegou à Lapa. Sente e peça ao menos um chope (R$ 3,50).Outro a abrir recentemente sua filial por ali é o Boteco da Garrafa, empreendimento do mesmo dono de outros dois conhecidos bares no bairro: o Antonio?s e o Belmonte. A casa não vende chope. A carta, é bem verdade, traz apenas cervejas da Ambev. Mas quem se importa? Ali estão a Original (R$ 4,90), a uruguaia Norteña (R$ 13,90) e até a garrafa de 950 ml da Stella Artois (R$ 13,90). Se já tiver experimentado muitas, forre o estômago com a sopa de entulho (R$ 8,90), que "junta um pouco de tudo", segundo a definição da garçonete. Prefere não arriscar? Vá de bolinho de bacalhau (R$ 3).BALADAO samba já não é o único ritmo presente na Lapa, mas certamente ainda predomina na trilha sonora local. O Carioca da Gema, um dos pioneiros da região, está entre os que recebem bons nomes do estilo, como Teresa Cristina & Grupo Semente. Se quiser mesa, chegue cedo. Outro clássico é o Rio Scenarium, com suas apresentações de samba e gafieira.Em se tratando de shows, aliás, os grandes ícones locais são a Fundição Progresso, recheada de música brasileira, e o Circo Voador, com um cardápio musical bastante variado. Botequim Informal: Rua do Lavradio, 192; tel. (0--21) 2224-0492Boteco da Garrafa: Rua Mem de Sá, 77 Carioca da Gema: Rua Mem de Sá, 79; tel.: (0--21) 2221-0043Rio Scenarium: Rua do Lavradio, 20; tel.: (0--21) 3147-9005Fundição Progresso: Rua dos Arcos, 24; tel.: (0--21) 2220-5070Circo Voador: Rua dos Arcos, s/n.º; tel.: (0--21) 2533-0354

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.