PUBLICIDADE

Botéis, opções para dormir sobre as águas

Passe a noite em um hotel flutuante, ancorado nos canais mais famosos de cidades da Europa e dos EUA

Camila Anauate, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2008 | 03h16

Dormir nos canais de Amsterdã ou nos rios de Berlim, Praga e Budapeste pode ser a experiência mais charmosa, romântica e original de uma viagem à Europa. Não, não se trata de um cruzeiro pelas águas que enfeitam a paisagem dessas cidades, mas de hotéis flutuantes, também conhecidos como botéis. São, na verdade, barcos que ficam ancorados e, além de hospedagem, contam com restaurantes e bares estilosos.Para uma noite nos famosos canais de Amsterdã - e uma oportunidade única de descobrir a cidade de um ângulo diferente -, a dica é o Amstel Botel (www.amstelbotel.com), um barco-hotel três-estrelas que fica no coração da capital, a poucos minutos da estação central de trem e das principais atrações turísticas.A embarcação tem nada menos do que 175 quartos, todos equipados com televisão via satélite, telefone, rádio e cofre. O restaurante só funciona no café da manhã, servido nos estilos inglês e colonial, mas o bar fica aberto desde cedo até altas horas. É ponto de encontro onde os hóspedes podem jogar bilhar, tomar um drinque e acessar a internet. As tarifas também são competitivas: 89 ou R$ 236 (quartos com vista para a rua) e 94 ou R$ 249 (para acordar olhando os canais).   BERLIMNada mais inusitado do que dormir às margens do Rio Spree, ao lado da Ponte Oberbaum. Bem ali, entre os distritos de Friedrichshain e Kreuzberg - e a apenas 10 metros do que restou do Muro de Berlim -, está ancorado o primeiro hotel flutuante da capital alemã, o Eastern Comfort (www.eastern-comfort.com).Voltado para o público mochileiro, o botel tem 24 quartos, espaço para montar tendas e ambientes coletivos com televisão e computadores. Além do restaurante e da cafeteria, aproveite para conhecer o bar no deque superior, especialmente no pôr-do-sol. Assista ao espetáculo do fim de tarde em Berlim com um coquetel na mão. A hospedagem em quarto duplo custa a partir de 54 (R$ 143).   PRAGADois botéis sobre o Rio Moldava combinam perfeitamente com o cenário romântico da capital da República Checa. Imagine acordar, olhar pela janela e ver o Castelo de Praga - exatamente a paisagem diante do barco Matylda (www.botelmatylda.cz), localizado em pleno centro histórico da cidade. Há desde quartos simples e duplos até cabines de luxo. O botel tem um restaurante especializado em cozinha italiana e vinhos. Tarifas a partir de 70 (R$ 185).Com a mesma atmosfera, o Botel Albatros (www.botelalbatros.cz) também é ótima opção sobre o Moldava. São 86 quartos, um restaurante que serve pratos da comida local e da cozinha internacional e o Botel Albatros Bar, onde os turistas apreciam as melhores vistas da cidade. Diárias a partir de 2.060 coroas checas (R$ 217).   BUDAPESTEO Rio Danúbio é indissociável da paisagem de Budapeste. Para aproveitar ao máximo esse ícone da capital húngara, nada melhor do que se hospedar no Botel Fortuna (www.budapestby.com/fortuna), situado em Szent István, bem no centro de Pest. A embarcação funcionou como um navio de cruzeiro até 1992 e passou por uma grande reforma em 2000, antes de virar botel. Hoje, na antiga sala dos motores funciona um pub.O local é luxuoso e confortável. No andar da recepção estão o Lord Nelson Restaurant, o Siren Café e a sala de charutos. No terraço, outro bar serve drinques ao ar livre. O botel tem 58 quartos. Diárias a partir de 16.900 forints (R$ 177).   ESTADOS UNIDOSDepois de décadas em alto-mar, o navio que já foi o maior e mais luxuoso do mundo agora está ancorado em Long Beach, na Califórnia, e se transformou num centro de entretenimento com hotel, restaurantes e lojas. Dormir no Queen Mary (www.queenmary.com) é reviver o clima de glamour. São 307 quartos originais, divididos em três deques. As tarifas custam a partir de US$ 119 (R$ 202).Já em Sacramento, a dica é passar a noite no Delta King Hotel (www.deltaking.com), o barco que, ao lado do idêntico Delta Queen, começou a fazer viagens entre São Francisco e Sacramento, em junho de 1927.

Tudo o que sabemos sobre:
botéisviagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

PUBLICIDADE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.