AP Photo|files
AP Photo|files

Buenos Aires - Evita Perón e Juan Domingo Perón

Capital da Argentina foi palco da relação do ex-Presidente e Primeira - Dama da Argentina, que terminou com a morte precoce de Evita, aos 33 anos

O Estado de S.Paulo

06 Junho 2017 | 04h30

"Meu tesouro adorável: só quando estamos separados de quem amamos, sabemos o quanto o amamos. Desde que te deixei, com a maior dor que poderia imaginar, não pude sossegar meu coração. Agora sei o quanto te amo e que não posso viver sem você."

--Juan Domingo para Evita, em 1945

O romance de Evita e Juan Domingo começou em 1944 quando ela, aos 25 anos, conheceu o então vice-presidente e seu futuro marido. Um encontro arquitetado e muito desejado por Evita. Logo no ano seguinte Juan Domingo, destituído do poder por militares, foi preso. O cárcere durou poucos dias, já que Evita organizou comícios pela soltura do amado e a pressão popular era grande.

 

Assim que foi solto, Juan casou-se com Evita, com quem permaneceu até a morte precoce dela, em 1952, aos 33 anos. Mas o amor e história do casal ainda são palpáveis na cidade. Desde o lugar do primeiro encontro,o Stadium Luna Park (bit.ly/lunaparkar), passando pelo primeiro lar, o edifício da Rua Posadas, 1.567, e pela Casa Rosada (visitas guiadas aos fins de semanas e feriados; bit.ly/rosadaar), principal testemunha dos discursos fervorosos.

Há ainda os mausoléus de ambos. Evita no Cemitério da Recoleta e Juan Domingo no município de San Vicente, a 65 km de Buenos Aires. O Museu Evita (visitas guiadas gratuitas sextas-feiras e domingos, às 16h; bit.ly/evitaM) tem mostra permanentemente de objetos pessoais de Evita, além de documentos históricos. Mais em: bit.ly/vperon

 

Leia mais: Todas as dicas do Viagem para a Argentina 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.